sábado, 31 de dezembro de 2016

PROSTITUTA ASSUME DOMINGO CARGO DE VEREADORA PELO PDT
A prostituta Francisca Ferreira da Silva, conhecida pelo apelido de ''Coroca'', de 32 anos, filiada ao PDT, irá tomar posse no domingo como vereadora da Câmara Municipal de Manacapuru, distante cerca de 80 kms de Manaus. Querida pela população da Terra da Ciranda, Coroca foi escolhida para representar os mais humildes. De acordo com os próprios eleitores, ter uma pessoa simples, que nunca antes teve um contato maior com a política, em uma das 15 cadeiras da Câmara Municipal da cidade é a esperança de um futuro melhor e mais justo.

Até iniciar a campanha eleitoral, em agosto último, a nova vereadora trabalhava no porto da cidade como prostituta. Com o incentivo dos amigos, principalmente dos taxistas, mototaxistas e dos comerciantes, decidiu mudar de vida. Para isso, se candidatou para as eleições municipais e após uma campanha humilde, somou 1.122 votos. Entre as mulheres, ela foi a vereadora mais votada.

Como vereadora, Coroca vai ganhar R$ 7,8 mil, mas enquanto não assume uma das 15 cadeiras da Câmara de Manacapuru, ela se vira como pode para ajudar nas despesas em casa. “Eu ajudo uma amiga a vender verduras em uma banca perto do porto. Mas meus amigos continuam me ajudando com ranchos e até com roupas”, revelou.

Ela se diz agradecida pelo apoio que recebeu dos amigos e familiares e afirma que vai fazer de tudo para ajudar os que realmente precisam. “Estou realizando um sonho. Sou muito agradecida a Deus. Prometo que vou cobrar o prefeito e vou lutar para que Manacapuru tenha uma clínica de hemodiálise”, disse.

A mais nova parlamentar da Princesinha do Solimões é mãe de três filhos, não chegou a concluir o ensino fundamental e é a primogênita dos quatro filhos dos aposentados Manoel Nonato Oliveira da Silva, 56, e Alcina Lomas da Silva, 66.

O trabalho de Coroca como prostituta foi muito criticado por outros parlamentares. Mas seu Manoel, que sempre apoiou a filha, tem uma resposta na ponta da língua para essa questão.

"Jesus disse, 'atire a primeira pedra quem não tem pecado'. A minha filha teve esse problema (prostituição), mas ela já superou isso. E eu digo aos nossos amigos vereadores, que se elegeram, que ao invés de atirar pedra, que façam projetos para o nosso povo que tanto precisa de ajuda", completou.


Diário do Poder

Nenhum comentário:

Postar um comentário