terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Preso que participava de rebelião foi morto por disparos de arma de fogo, revela policial civil

Nesta segunda-feira (23) o comissário Lisboa, que faz parte da equipe de policiais civis lotados em Santa Cruz do Capibaribe, deu detalhes da morte de um detento durante a rebelião do presídio do município.

A rebelião aconteceu no último sábado (21) e terminou com a morte de Bruno Leonardo dos Santos Ferreira (21 anos), além de 13 feridos. De acordo com o policial, que participou dos trabalhos de perícia no corpo, Bruno foi morto por disparos de arma de fogo e citou que algumas armas foram apreendidas para se saber de onde partiu os disparos.

O policial não especificou se foram armas de policiais ou de detentos que foram apreendidas para os exames de balística, mas falou sobre a participação do detento na rebelião.

“Ele era um dos que estavam a frente, estava ateando fogo quando a polícia militar chegou para negociar com os elementos que deram início a rebelião” – disse.

De acordo com Lisboa, Bruno tinha várias passagens pela polícia por crimes de assalto. O mesmo também falou sobre o quadro de saúde dos detentos feridos.

“Eles não correm risco de morte e que as informações colhidas no local é que nove presos que foram atingidos por disparos, para conter a violência deles, tiveram que ser atingidos nos membros, mas já voltaram ao presídio para cumprir o restante de suas penas''.

Ainda de acordo com o policial, reformas estão sendo realizadas no pavilhão afetado na rebelião, para que os presos sejam realocados as suas celas.
Ney Lima/Portal do Agreste



Nenhum comentário:

Postar um comentário