terça-feira, 30 de maio de 2017

DEFESA DE LULA RECORRE DE ENVIO DE PARTE DA DELAÇÃO DA JBS A SÉRGIO MORO
Após o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, determinar que parte das investigações da delação da JBS ligadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sejam enviadas para a Justiça Federal de Curitiba, local de atuação de Sérgio Moro e base da Operação Lava Jato, a defesa de Lula entrou com recurso.

Protocolado nesta segunda-feira, 29, o agravo regimental vai contra a decisão do ministro do STF e mostra o receio de Lula em ser investigado por Moro. O advogado Cristiano Zanin Martins sustenta que, apesar das citações de Joesley Batista a Lula, as menções seriam "referências genéricas", sem indicação de "prática de qualquer ato ilícito".

Para tentar dar força ao recurso, Zanin alega não haver relação entre os fatos apontados por Joesley e as investigações da Lava Jato e que “não há como sustentar a vinculação do caso ao ministro Edson Fachin”. Seguindo o Regimento Interno do STF, Fachin poderá rever a decisão ou encaminhar o recurso para julgamento da Segunda Turma da Corte máxima.


Diário do Poder


Nenhum comentário:

Postar um comentário