segunda-feira, 5 de junho de 2017

Polícia captura suspeitos que causaram tumulto após serem avistados com armas em telhado de igreja

Na noite deste domingo (04) um tumulto foi registrado na conhecida “Rua 4”, bairro São Cristóvão, em Santa Cruz do Capibaribe.
De acordo com informações fornecidas por policiais militares, dois homens armados teriam sido avistados por populares que estavam em um culto em uma igreja evangélica. De acordo com populares que chegaram até a delegacia, os dois estavam em cima da laje da igreja.
Com a polícia acionada, foram realizadas diligências no local e alguns disparos chegaram a ser ouvidos, mas não se tem certeza de quem seria o autor, se a polícia ou os suspeitos.

Especializado de Policiamento do Interior (BEPI) realizaram a captura de dois suspeitos, estes que seriam os causadores de um tumulto na Rua Arthur Correia de Araújo (a conhecida “Rua 4”), em Santa Cruz do Capibaribe.
De acordo com as informações, os dois teriam sido avistados por populares em cima de um telhado de uma igreja evangélica, onde estariam com armas de fogo. Após a queixa na delegacia, a polícia foi então acionada e fez a investida por cima de telhados e nas proximidades até que, pouco tempo depois, os dois foram capturados.
Com eles, foi apreendido dois simulacros (imitações) de arma de fogo, sendo um de fuzil e outro de uma pistola. 

As duas armas eram usadas na pratica de airsoft (jogo desportivo onde os jogadores participam de simulações de operações policiais, militares ou de mera recreação com armas de pressão que atiram projéteis plásticos não letais).
Ainda de acordo com a polícia, os dois são suspeitos de ter intenções de praticar assaltos na área. Ambos foram levados até a delegacia local, onde passam pelos procedimentos. 

Os policiais deixaram um alerta que, caso haja alguma vítima de algum dos dois, que se dirija para que o reconhecimento seja realizado. Um detalhe que chama a atenção é que um dos suspeitos reside próximo a igreja onde foram avistados e eles alegaram que estariam “brincando”, um contra o outro.
A versão é contestada pela polícia, já que eles estariam com mochilas, o que levanta as suspeitas de que eles praticariam crimes e colocariam os objetos dentro das bolsas. As identidades dos dois ainda não foram reveladas. Em breve, novas informações.


Ney Lima



Nenhum comentário:

Postar um comentário