terça-feira, 8 de agosto de 2017

Após período crítico – Toritama completa 30 dias sem registro de homicídios
Uma das cidades mais violentas do interior de Pernambuco, o município de Toritama que ocupa a 9ª posição dentre as cidades com maior número de roubos e furtos em 2017, completa nesta terça-feira (08) um mês sem registro de assassinatos. O último crime de morte foi praticado no dia 8 de julho, tendo como vítima, Jefferson Mendonça da Silva (18 anos), morto a tiros de pistola no bairro Independente.

Os chamados Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) que vêm batendo todos os recordes negativos nos últimos anos, também cresceu gradativamente no município que em 2016 teve o pior índice de sua história com 46 crimes de morte, média de quase quatro homicídios por mês para um município com menos de 50 mil habitantes. Este ano, a cidade de Toritama contabiliza de janeiro a julho, 28 registros de assassinatos. A situação esteve mais crítica nos meses de fevereiro e maio, onde ocorreram 7 e 8 assassinatos, respectivamente.

Os números atuais aparecem na contramão da crise institucional instalada na segurança pública do estado. Recentemente, o sindicato dos policiais civis de Pernambuco (SINPOL) pediu ao Ministério Público do Estado, a interdição imediata da casa improvisada onde atualmente funciona a Delegacia de Polícia. No argumento, os sindicalistas citam as péssimas condições estruturais do local, infiltrações, mofo, rachaduras, teto comprometido, entre outras. Além disso, o contingente limitado de 9 agentes, que possuem apenas quatro coletes, é outra realidade enfrentada no município.


Blog do Ney Lima


Nenhum comentário:

Postar um comentário