sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Defasagem – De acordo com vereadores, 60 policias saíram de Santa Cruz do Capibaribe
O comandante do 24º Batalhão de Polícia Militar de Pernambuco (BPM), Coronel Aleixo, estará, nos próximos dias, na Câmara para uma reunião com os vereadores do município. Em pauta, a suposta transferência de 60 policias, recentemente, para outras cidades.

A informação foi repassada durante sessão na Câmara, nesta quinta-feira (10). Vereadores que falaram sobre o caso, destacaram que o comandante não tem culpa da situação, mas é quem poderia repassar maiores informações sobre o fato.

“Uma reunião com a gente para explicar, por que essa defasagem de pessoal. Foram 60 e não veio um. Tem carro novo aí, mas cadê o elemento principal? Não tem”, falou o presidente da Casa, Zé Minhoca (PSDB).

“Essa semana, o Coronel Aleixo vai vim pra cá, espero que vocês todos, educadamente, como são…vamos questionar […] Sei que ele não tem culpa nisso ai”, completa.

A vereadora Jéssyca Cavalcanti (PTC) também citou, na tribuna, que alguns amigos policiais lhe informaram sobre o problema.

Para oposicionistas o caso demonstra ‘fraqueza’ do poder público municipal, junto ao governo do estado.

Troca de comando - Zé Minhoca ainda fez uma revelação sobre a última troca de comando no 24º BPM. Segundo ele, o antecessor do Coronel Aleixo, o Coronel Queiroga, saiu após ter dito que tinha medo de uma ‘eclosão’ no presídio local.

Após a queixa do comandante, Ernesto Maia (que participou da reunião) teria feito críticas à insegurança municipal, citando o caso do encontro e resultado na mudança.

De acordo com Zé Minhoca, além deles estavam presentes os ex-veradores Galego de Mourinha (PTB) e Fernando Aragão (PTB).

O tucano é um dos críticos ferrenhos à instalação do presídio em Santa Cruz do Capibaribe.


Ney Lima

APOIO CULTURAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário