quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Governador Paulo Câmara: “O PSB tem compromissos claros e projetos para o Brasil”

Durante sessão, realizada na Alepe, em celebração ao 70º aniversário de fundação do PSB e dos dez últimos anos da sigla à frente do Estado, governador destacou as bandeiras socialistas e sua contribuição para construção de um Brasil menos desigual.

Preocupado em diminuir as desigualdades sociais e construir uma história de justiça e liberdade, o Partido Socialista Brasileiro (PSB), fundado em 1947, celebrou, no último dia 6 de agosto, 70 anos. Para marcar as comemorações e os últimos dez anos da legenda à frente do Governo de Pernambuco - desde a eleição do ex-governador Eduardo Campos, em 2007, até a atual gestão do governador Paulo Câmara - foi realizada, nesta quarta-feira (09.08), uma sessão solene na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe)


Na ocasião, o chefe do Executivo estadual, que é vice-presidente nacional da sigla, destacou o compromisso do PSB de combater a desigualdade entre as diferentes regiões do País, frisando que “a injustiça social é intolerável”.
“O Partido Socialista Brasileiro não aceita que uns tenham muito enquanto outros nada têm. O PSB tem compromissos claros e projetos para o Brasil e nunca aceitou ou aceitará desigualdades. Não foi fácil chegar até aqui com os compromissos que carregamos, mas somos movidos pela crença de que a política é uma forma de lutar por um mundo melhor para todos, enfrentando e superando as dificuldades”, afirmou o governador Paulo Câmara. 

O gestor estadual também ressaltou o marco para a política brasileira que é a comemoração dos 70 anos do PSB e registrou que a história do partido demonstra a importância de seus ideais. “Não é todo dia que podemos festejar sete décadas de história de um partido político em um país como o nosso, com tão reduzida tradição na construção e manutenção de instituições partidárias”, pontuou.
O presidente do PSB de Pernambuco, Sileno Guedes, ressaltou as sete décadas de luta política e atuação nos movimentos mais importantes do País da legenda. Ele frisou que, enquanto não houver justiça social e libertária para o povo, o PSB será sempre uma esperança viva para os brasileiros. “Temos uma percepção própria, respeitando todas as outras sob o princípio democrático. O PSB nasceu desses valores: democracia, liberdade e justiça social. Por isso, ninguém e nenhuma força política têm condições de desconhecer o nosso papel político em defesa dos interesses de povo”, asseverou.
Além do governador Paulo Câmara e do presidente Sileno Guedes, compuseram e mesa de honra da solenidade o prefeito do Recife, Geraldo Julio, a ex-primeira-dama e integrante do PSB nacional Renata Campos, o chefe de Gabinete do Governo, João Campos, e o presidente da Alepe, Guilherme Uchoa. Centenas de militantes do partido ocuparam o Auditório Sérgio Guerra, que abrigou a cerimônia na sede do Legislativo Estadual.
Autora da proposta para a realização da sessão solene, a deputada estadual Laura Gomes ressaltou que os ideais do PSB marcaram os mandatos legislativos e executivos de Miguel Arraes, Eduardo Campos e, agora, se consolidam na administração de Paulo Câmara. 

“Sob a condução do governador, a gestão de Pernambuco confirma o modo socialista de governar: com equilíbrio, seriedade e competência, mesmo em meio a uma crise econômica, política e ética sem precedentes”, afirmou.
O Partido Socialista Brasileiro (PSB) foi fundado no dia 6 de agosto de 1947, por João Mangabeira, com o ideal de unir socialismo e liberdade. 

Diante da defesa da democracia sob constante ameaça, o partido foi extinto pelo movimento militar em 1964 e se reergueu em 1985, quando esteve sob a liderança de Jamil Haddad, Roberto Amaral e de Miguel Arraes.


Com Informações da Assessoria de Comunicação



Nenhum comentário:

Postar um comentário