sábado, 16 de setembro de 2017

Em Jataúba, vereador e radialista dão suas versões sobre sobre a agressão covarde após reunião na câmara

A noite de quinta-feira (15) foi tensa para a política em Jataúba, onde uma confusão foi registrada após o término da sessão na Câmara. A reunião seguia tensa frente aos embates entre governistas e oposição quando, em um dado momento, o presidente da Casa resolveu encerrar a sessão frente a quantidade de manifestações vindas do plenário, muitas delas vindas do pai do vereador Maviael.

A sessão estava sendo transmitida ao vivo pelo radialista e professor Ruy Siqueira quando, ao sair da Câmara, ainda com o celular em mãos fazendo a transmissão ao vivo, chegou a filmar o pai do vereador de Oposição Maviael e o político, não satisfeito com a ação, partiu para tirar satisfações com o radialista.

A partir daí, começou a confusão entre ambos. Os dois também chegaram a falar sobre o fato no programa Cidade Notícia, da Polo FM. Confira o vídeo que mostra o encerramento da sessão e também a confusão, assim como o relato, feito no programa, das duas partes envolvidas.


Maviael nega agressões e diz que Ruy Siqueira começou a confusão

Primeiro a entrar no ar para falar sobre o caso, o vereador Maviael inicialmente falou sobre a conduta do pai, confirmou que a sessão foi encerrada devido as manifestações do mesmo no plenário e, sobre a confusão com o radialista após a filmagem, rebateu o que disse Ruy Siqueira.


“Por ele (o pai) ter feito isso, o radialista ficou filmando eu tentando tirar ele de lá. Meu pai tem 94 anos e o radialista ficou em cima, filmando. Meu pai acabou dizendo algumas palavras com o radialista que não era para ter dito, palavras de desrespeito. Eu insisti, pedi para o radialista não ficar filmando porque os outros blogueiros não ficaram. Uma pessoa de 94 anos não pode fazer baderna, mas não podemos entender como se fosse uma pessoa jovem e ficou focando aquilo. Eu pedi para que ele tirasse; insisti e ele não parou e eu chegue próximo a ele para empurrar a câmera dele, o celular, e aí foi onde ele me agrediu. No momento, tinham familiares meus por perto e também tomaram as dores e chegaram próximo dele. Mas agredir, jamais” – disse.

Ainda segundo Maviael, Ruy Siqueira o teria agredido com um soco no rosto e que, em outras oportunidades, o radialista já teria feito outras provocações.
Ruy Siqueira rebate e diz que ele teria sido o agredido pelo vereador junto com seu irmão.

Em seguida, o radialista entrou para comentar sobre o caso. Inicialmente, Ruy citou o que chamou de “baderna” iniciada pelo pai de Maviael (que é ex-vereador) que acabou culminando no encerramento da sessão e, em seguida, deu sua versão para a filmagem que rendeu toda a polêmica.

“Eu estava ao vivo e disse que ia ver como estavam os ânimos, já que houve essa discussão que o pessoal pode olhar nas imagens. Quando vou saindo, lá para fora só para ver como estão os ânimos fora da Câmara, o vereador não gostou porque, no meio, estava realmente o pai dele e ele não gostou. Ser você for olhar, ele (Maviael) não fala nada e vem pra cima e diz que vai tomar, que vai quebrar meu celular e na hora ele viu que eu dei um soco. Como é que eu estou filmando. As imagens não mentem; está aí para todo mundo ver a situação. Estava eu fazendo meu papel de imprensa, para mostrar o que realmente estava acontecendo fora do prédio da câmara e ele veio me agredindo. Eu recebi um chute dele e do irmão dele” – pontuou.

Ainda segundo Ruy, o mesmo não teria agredido o vereador em nenhum momento. E sim, se defende do vereador que queria tomar seu celular, o mesmo agrediu cavadamente junto com seu irmão.


Informações Ney Lima



Nenhum comentário:

Postar um comentário