segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Governador Paulo Câmara precisa chamar o feito a ordem no seu governo 
É indiscutível a capacidade técnica do governador Paulo Câmara, que soube ajustar as finanças de Pernambuco num dos momentos mais difíceis da história do estado. Como se não bastassem as dificuldades financeiras, Paulo teve a enorme responsabilidade de substituir Eduardo Campos, considerado o melhor governador da história de Pernambuco, que com sua morte o parâmetro ficou ainda mais alto. As comparações seriam inevitáveis e Paulo seria prejudicado na “disputa” com seu padrinho político.

Não cabe apontar os erros do governo do âmbito político, mas sim encontrar um caminho para que o governador recupere a popularidade e possa preparar uma trincheira forte para buscar a reeleição em 2018. No âmbito da política, é urgente que o Palácio do Campo das Princesas possa mapear quem são seus aliados e quem são seus adversários nas regiões. Delimitando isso e identificando quem é quem, o governador poderá repactuar o governo no âmbito dos cargos com atribuições regionais, como gerências regionais de saúde e de educação, por exemplo.

Excluindo indicações de adversários, o governador abrirá espaço para contemplar aliados de todas as horas. Fazer um governo orgânico neste momento é o melhor caminho para preparar a trincheira que irá enfrentar Fernando Bezerra Coelho no ano que vem. No âmbito do secretariado, é importante ver quem é bem-sucedido e que não é para poder fazer ajustes necessários para a máquina funcionar corretamente.

A máquina precisa funcionar bem não só na educação, carro-chefe do governo, mas também na saúde e principalmente segurança pública, que é o principal gargalo do governo. Uma ação integrada e estratégica neste segmento para encontrar mecanismos necessários para reverter a onda de violência é fundamental, pois o governo na segurança pública só faz enxugar gelo. É preciso encontrar a principal raiz da violência que é o tráfico de drogas, e utilizar todas as armas, absolutamente todas, para limpar esse problema e dar exemplo para a sociedade.

Resolvendo a política, que é um grande gargalo do governo, e a segurança pública que é o principal, o governador Paulo Câmara terá a competitividade necessária para buscar mais quatro anos de governo para o PSB contra seus adversários.


Edmar Lira


Nenhum comentário:

Postar um comentário