terça-feira, 26 de setembro de 2017

Guarda Civil Comunitária Jataubense, recupera baterias roubadas de operadora de telefonia celular 
A Guarda Civil Comunitária Jataubense, recuperou na tarde desta segunda-feira (25), quatro baterias utilizadas em equipamentos de telefonia celular roubadas de uma operadora de telefonia móvel.

Segundo informações dos Guardas, os mesmos foram informados que haviam sido furtado quatro baterias das instalações da antena de transmissão de sinal da empresa Claro, no sítio açucena, más precisamente no campo de futebol ''Estadio São Sebastião'' município de Jataúba.
Diante da denuncia a Guarda Civil Comunitária seguiu até o local informado e encontraram quatros Baterias escondidas coberta com um saco de plastico e galhos de matos, na entrada do Sítio Umburanas nas margens da PE-160 no município de Jataúba. 

As baterias foram recolhidas e encaminhadas à Delegacia municipal de Jataúba para as providências legais cabíveis. As baterias têm longa durabilidade e são bastante procuradas para equipar os famosos “paredões automotivos'', segundo a Policia.

Diferentemente das baterias comuns, essas têm alta capacidade de duração. Segundo informações cada torre de transmissão tem torno de 16 baterias que dão suporte quando ocorre alguma falta de energia.

Conforme o relato do GCC Marinaldo (Cabo 70), cada bateria nova, custa em média R$ 1.000,00 a R$ 1.200,00 cada uma, os bandidos roubam e comercializas em média entre R$ 150,00 e R$ 200,00 cada uma. 
"Quando elas são roubadas e quando falta energia, as antenas perdem sinal gerando deficiência na rede, falhas nas ligações e mais diversos problemas advindos dessa falta de energia nas antenas", disse Cabo 70.

 Essa pratica vem crescendo causando um prejuízo incalculável às empresas de telefonia de celulares.


Informações Assessoria da Guarda Civil Comunitária



Nenhum comentário:

Postar um comentário