segunda-feira, 11 de setembro de 2017

O peso do voto metropolitano em 2018

Resultado de imagem para imagens de paulo camara e armando monteiro
Nas eleições de 2014 o governador Paulo Câmara foi eleito contra Armando Monteiro com quase 70% dos votos válidos, porém o que diferenciou a parada a favor do PSB foi o voto da Região Metropolitana, que corresponde a 41,6% do eleitorado de Pernambuco, que é dividido em cinco mesorregiões.

Nas eleições de 2018 não deverá ser diferente a construção da disputa, pois na metropolitana está sempre o eleitorado fiel da balança. Criar uma chapa eminentemente interiorizada pode ser sinal de dificuldade de penetração na região, tanto para o projeto de reeleição do governador Paulo Câmara quanto para o projeto liderado por Fernando Bezerra Coelho, pré-candidato a governador pelo PMDB.
Resultado de imagem para imagens de paulo camara e geraldo julio
No caso do governador Paulo Câmara, há uma significativa vantagem porque ele contará com o prefeito do maior colégio eleitoral do estado no seu palanque, que é Geraldo Julio. Bem-avaliado, Geraldo poderá ajudar o governador com seu exército de vereadores e lideranças políticas da capital pernambucana.

Com 1/3 do eleitorado da capital pernambucana, mas com o dobro do eleitorado das principais cidades do estado, Jaboatão dos Guararapes, governada por Anderson Ferreira, será fundamental para o projeto da oposição em contrapor o peso de Geraldo na Metropolitana ou contribuir para fortalecer o projeto de reeleição do governador.
Resultado de imagem para imagens de paulo camara e anderson ferreira
O apoio de Anderson Ferreira consiste em indicar André Ferreira na chapa para o Senado, apostando na força do voto evangélico, que cresce a cada eleição em Pernambuco, bem como no eleitorado de Jaboatão dos Guararapes que desde que saiu das páginas policiais se tornou um município estratégico na engenharia política de Pernambuco. Por isso largará na frente na metropolitana aquele que entender a lógica e convidar o grupo dos Ferreira para a chapa majoritária.
Resultado de imagem para imagens de paulo camara e bruno araujo
Fragilidade – O ministro das Cidades Bruno Araújo, que almeja ser candidato a senador na chapa de Fernando Bezerra Coelho, obteve apenas 3.749 votos no Recife para deputado federal em 2014, em Jaboatão dos Guararapes 767 votos, em Olinda 515, no Cabo 48 e em Paulista 371, totalizando 5.450 votos num contingente de quase 2 milhões de eleitores. Bruno praticamente inexiste na Região Metropolitana do Recife.
Resultado de imagem para imagens de paulo camara e anderson ferreira
Força – Já Anderson Ferreira, atual prefeito de Jaboatão dos Guararapes, obteve em 2014 para deputado federal 52.471 votos no Recife, 18.589 em Jaboatão, 10.386 em Olinda, 6.930 no Cabo e 9.311 em Paulista, totalizando 97.687 votos apenas nestas cidades. Evidenciando que André Ferreira agrega eleitoralmente mais à chapa majoritária da oposição disputando o Senado do que Bruno Araújo.


Edmar Lira


Nenhum comentário:

Postar um comentário