segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Polícia divulga retratos falados de envolvidos em troca de tiros que deixou jornalista e socorristas feridos
Na manhã desta segunda-feira (18) foram revelados, em coletiva convocada pela Polícia Civil, os retratos falados de dois dos cinco assaltantes envolvidos na troca de tiros com policiais, que deixou três feridos: dois socorristas do Samu e também o jornalista e apresentador da TV Asa Branca, Alexandre Farias.

O fato aconteceu na noite do último sábado (16) quando o grupo realizou um assalto dentro de uma residência e levando consigo pertences de vítimas e também um carro de passeio, que foi perseguido.

O jornalista, que estava de carro nas proximidades do Alto do Moura, acabou sendo atingido na cabeça por uma bala perdida e dois socorristas, que prestavam auxílio a vítimas de um acidente, também acabaram atropelados.

Os bandidos conseguiram fugir após o acidente, mas dois deles tiveram seus retratos falados revelados. Os mesmos foram confeccionados a partir de relatos de vítimas da quadrilha a peritos do Instituto Tavares Buril.

Não há nomes confirmados dos envolvidos, mas os retratos podem ajudar a polícia a realizar as prisões e, consequentemente, conseguir informações que possam auxiliar na captura de todos os integrantes.

Também foi confirmado que a perícia no projetil que atingiu a cabeça do jornalista ainda não foi realizada, já que ainda não foi possível realizar a remoção. Há a expectativa para saber de onde partiu a bala; se de uma arma usada pelos bandidos ou pelos policiais que estavam na ocorrência. Quatro deles tiveram armas retidas para posterior realização de teste de balística, assim que o projetil puder ser extraído da cabeça do jornalista.
Perícia na bala ainda não foi realizada

Alexandre permanece em coma induzido desde o último domingo no Hospital da Unimed, em Caruaru. Seu quadro de saúde é considerado grave, mas estável. Dos dois socorristas feridos, um já está em casa e outro ainda segue internado, pois passou por cirurgia para corrigir fratura em uma das pernas.
Números para envio de informações

A polícia disponibilizou dois números para que a população possa ajudar com informações, via WhatsApp, que possam levar a captura dos criminosos. Os números são (81) 99488-7099 e 99488-7527. Os criminosos têm idades entre 18 e 22 anos e estavam encapuzados. Informações também podem ser enviadas através do Disque Denúncia, pelo número (81) 3719-4545.


Informações Ney Lima


Nenhum comentário:

Postar um comentário