segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Inusitado: Câmara de Vereadores de Alcantil na Paraíba segue com portas fechadas e vereadores realizam mais uma sessão na calçada

A Câmara de Vereadores de Alcantil viveu mais um momento inusitado na tarde desta sexta-feira (20). Nos últimos dias, a Casa tem enfrentado entraves após o falecimento do presidente José Milton de Almeida (PSB), que culminou na chegada do suplente de vereador, William Henrique (PSD) ao legislativo local.

No último dia 13 de outubro William se dirigiu a Câmara de Vereadores para tomar posse de seu mandato, e no momento em que deveria ter sido iniciada a sessão ordinária que o empossaria e escolheria o novo presidente da Casa, o recinto estava fechado.

Entretanto, os cinco vereadores presentes realizaram a sessão ali mesmo na calçada da Casa José Silvino Barbosa, respeitando os critérios definidos pelo regimento interno, onde o novo vereador foi empossado e ainda eleito, por todos os vereadores presentes, que representam a maioria absoluta, presidente da nova mesa diretora para o complemento do biênio 2016-17.

Já nesta sexta-feira, os cinco vereadores de oposição encontraram novamente as portas da Câmara Municipal fechadas. A sessão ordinária foi suspensa, não pelo novo presidente, mas pelo vice-previdente da mesa anterior Edvaldo Amaro (PT) sob a alegação de que a suspensão se deu em razão da necessidade de apurar os atos praticados pelos vereadores oposicionistas, anexando denúncia apresentada ao Tribunal Contas do Estado. 


 Diante disso, o novo presidente, William Henrique realizou mais uma sessão na calçada da Casa Legislativa, com a presença dos cinco vereadores oposicionistas, destacando em ata a dificuldade em promover maiores trabalhos devido a impossibilidade de acesso as instalações do prédio da Câmara de Vereadores e convocando nova sessão ordinária para o dia 03 de novembro.

O fato é que, com a posse de William, o cenário político na Câmara de Vereadores mudou, levando a bancada de oposição até então com 4 integrantes, tornasse maioria de 5 à 4, o que gerou contrariedade na bancada de situação que não aceita a validade da sessão que empossou William Henrique e elegeu a nova mesa diretora.

O novo presidente comentou toda a situação. “A gente percebe que os vereadores governistas não aceitam a nova realidade na Câmara de Vereadores de Alcantil e tentam a todo custo postegar os nossos trabalhos legislativos com o intuito de tentar mudar algo que já está consolidado. Tal fato, comprova a falta de compromisso dos vereadores governistas com o povo de Alcantil, que é a principal prejudicada diante deste impasse”.


Informações do Direto ao Ponto


Nenhum comentário:

Postar um comentário