segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Pacientes denunciam falta de medicação para câncer no Hemope
Divulgação/Secretária de Saúde

Pacientes com câncer estão tendo o tratamento prejudicado pela falta de medicamentos no Hemope.

Um aposentado de 79 anos, chamado Divaldo Aureliano, tem mieloma múltiplo e precisa tomar quimioterapia uma vez na semana, mas desde junho o paciente está sem tomar o remédio com a regularidade necessária. A informação que ele recebe no hemocentro é que não há previsão para que esta situação se normalize.

O funcionário público Josenildo Pereira também está passando por dificuldade para dar continuidade ao tratamento para leucemia. O paciente está desde o dia 19 de outubro sem medicação e ainda não teve nenhuma resposta do Hemope. Ele procurou a Promotoria de Saúde do Ministério Público resolver o problema, já que o remédio que precisa para leucemia custa cerca de 16 mil reais.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde informou que o remédio do Josenildo é fornecido pelo Ministério da Saúde. Algumas embalagens já chegaram e devem ser entregues aos pacientes na próxima semana. Em relação ao medicamento de Divaldo, a Secretaria afirma que está em processo licitatório para a compra de 160 ampolas, mas sem prazo para isso acontecer.


Fonte: Rádio Jornal Recife


Nenhum comentário:

Postar um comentário