segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Daniel Coelho acaba com festa de Bruno Araújo em Convenção do PSDB
Radar Político (06/11) – Daniel Coelho acaba com festa de Bruno Araújo em Convenção do PSDB
O que para muitos partidos serve como um ato de demonstração de força e unidade, para o PSDB de Pernambuco a Convenção realizada ontem passou a imagem de que o partido no Estado anda bastante fragilizado e carente de uma líder que garanta a união necessária para que a sigla chegue fortalecida no próximo ano na busca pelo protagonismo.

Presidido até o último sábado pelo deputado estadual Antônio Moraes, o PSDB de Pernambuco agora voltou a ser oficialmente reconduzido às mãos daquele que desde a morte do ex-senador Sérgio Guerra realmente o comanda, o deputado federal licenciado e atual ministros das Cidades Bruno Araújo.

A volta oficial de Bruno Araújo ao comando do partido surgiu de uma quebra de acordo feita lá atrás entre Antônio Moraes, Elias Gomes e demais membros do partido com a anuência do próprio Bruno Araújo, na qual os dois primeiros se reversariam na presidência da sigla, no entanto, a vaidade do ministro impossibilitou que tal compromisso prevalecesse, o que chegou a causar reações da parte de Elias Gomes em um passado recente.

A divulgação da Convenção com a apresentação de uma “chapa única e de consenso” parecia querer exibir uma convergência até pouco tempo improvável, porém foi só o evento acontecer que a verdade foi revelada. O PSDB de Pernambuco está rachado!

Quem evidenciou este racha foi o deputado federal Daniel Coelho, que sem meias palavras e em um discurso consistente revelou a sua insatisfação com a forma como está sendo conduzida a sigla. Além de se colocar contrário ao posicionamento do partido à nível nacional, Daniel Coelho chamou a atenção para o veto que o seu nome recebeu para compor a tesouraria da executiva estadual. “Continuarei a exercer o mandato de deputado federal, agora não quero participar deste acordo, desta maneira como está colocado”, disse Daniel Coelho condenando o conchavo.

Em uma crítica direcionada ao ministro Bruno Araújo e a todos àqueles que preferem apoiar o presidente Michel Temer, Daniel Coelho disse preferir está longe das benesses do poder, mas perto do pulsar das ruas.

Bruno Araújo poderia esperar por tudo nesta Convenção, menos tamanha exposição.

Constrangimento – Além do ministro Bruno Araújo, outro teve que ouvir calado as críticas de Daniel Coelho à união entre o PSDB e o PMDB foi o senador Fernando Bezerra Coelho (imagem). 

Não bastasse isso, a militância jovem do partido gritou em alto e bom som: “Fora Temer! Fora Temer”. Presidente que ambos fazem questão de apoiar. Eita!


Escrito por Wellington Ribeiro/ Blog Ponto de Vista



Nenhum comentário:

Postar um comentário