sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Lista com alvos da Operação Torrentes é liberada, Ex-comandante da PM, coronel Carlos D’Albuquerque e outros oficiais, estão envolvidos
Após a quebra de sigilo das informações relacionadas à Operação Torrentes, deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (09), a Justiça Federal liberou a lista dos nomes que foram alvo de prisões e conduções coercitivas.

Da mesma forma, foram identificadas as empresas que teriam participado do esquema de desvio de verbas e fraudes em licitações, voltadas para minimizar os efeitos das graves enchentes que atingiram a Mata Sul do Estado, nos últimos anos.

Militares presos e conduzidos coercitivamente
Fábio de Alcântara Rosendo – CEL/PM – Prisão Temporária;
Laurinaldo Félix do Nascimento – TC/PM – Prisão Temporária;
Roberto Gomes de Melo Filho – CEL/PM – Prisão Temporária;
Waldemir José Vasconcelos de Araújo – CEL/PM- aposentado – Prisão 
Temporária;
Carlos Alberto de Albuquerque Maranhão Filho – CEL/PM – Condução Coercitiva;
Jair Carneiro Leão – CEL/PM – Condução Coercitiva;
Rolney Feitosa de Souza – CAP/PM – Condução Coercitiva;
Mário Cavalcanti de Albuquerque –CEL/PM – Condução Coercitiva;
Adauto Chaves da Cruz Gouveia Filho – PM/PE – aposentado – Condução Coercitiva;
Patrese Pinto e Silva – SD/PM – Condução Coercitiva;
Emmanoel Feliciano Ribeiro-Condução Coercitiva

Civis presos

Antonio Manoel de Andrade Junior- Prisão Temporária;
Heverton Soares da Silva- Prisão Temporária;
Ítalo Henrique Silva Jaques-Prisão Temporária;
Ricardo José de Padilha Carício-Prisão Temporária
Rafaela Carrazzone da Cruz Gouveia Padilha-Prisão Temporária
Roseane Santos de Andrade-Prisão Temporária
Daniel Pereira da Costa Lucas-Prisão Temporária
Taciana Santos Costa-Prisão Temporária
Ricardo Henrique Reis dos Santos-Prisão Temporária
João Henrique dos Santos-Prisão Temporária
Antonio Trajano da Rocha Neto-Prisão Temporária
Karina Carrazzonne Pacífico da Rocha-Condução Coercitiva;
Diego César Silva Jaques-Condução Coercitiva
Rogério Fabrízio Roque Neiva-Condução Coercitiva
Josileide Gomes Neiva-Condução Coercitiva
Romero Fittipaldi Pontual- Condução Coercitiva
Diego Renato Carneiro de Andrade- Condução Coercitiva
Elza Maria José de Santana-Condução Coercitiva
Sybelle Maria de Araújo Lima-Condução Coercitiva
Wagner Belizário da Silva- Condução Coercitiva
Adriana Padilha Carício Montenegro-Condução Coercitiva
Tertuliano de Oliveira Montenegro-Condução Coercitiva
José Walter Alves Ferreira-Condução Coercitiva
Adauto Chaves da Cruz Gouveia Filho-Condução Coercitiva
Patrese Pinto e Silva-Condução Coercitiva
Tiago Augusto Silva Jaques-Condução Coercitiva (Pará)

Empresas alvo de busca e apreensão

Casa Militar
, CEASA, DTI, FJW, Regente Empresarial, JLPM, DTI Soluções Empresariais/Project Comercial Eireli, Megabag Indústria de Bolsas Ltda, T&R Comercio de Artigos de Confecção Ltda, AM Júnior Comércio de Artigos de Couro Ltda, Escritório de Contabilidade de Elza Maria José de Santana, CODECIPE, Depósito DTI – Soluções empresariais

Nota de Romero Pontual
Em relação aos fatos ocorridos na operação de investigação da Polícia Federal no Recife nesta quinta-feira, 9 de novembro, a defesa do empresário Romero Pontual vem, por meio desta nota, esclarecer:

“Na operação de hoje não houve nenhuma determinação judicial de prisão contra o empresário Romero Pontual. Na verdade, houve apenas uma busca e apreensão de documentos em sua residência. Ele já prestou depoimento perante a Polícia Federal.

Em seu depoimento, esclareceu todos os atos administrativos praticados, bem como sua retidão e regularidade.

Maiores esclarecimentos serão prestados quando a defesa tiver acesso à cópia integral do inquérito policial em andamento''.



Ademar Rigueira Neto
OAB – PE / 11308



Assessoria


Nenhum comentário:

Postar um comentário