segunda-feira, 12 de março de 2018

A margem segura de cada chapa pra federal e estadual 
Estamos a menos de 30 dias para fechar a janela partidária para a filiação de deputados estaduais e federais, o panorama dos partidos ainda está indefinido, como por exemplo o caso do MDB que não se sabe ainda se integrará a Frente Popular ou se irá para a oposição, também ainda há dúvidas sobre coligações, se haverá mesmo chapinha para federal, etc.

Porém, apesar das incertezas, já é possível fazer um prognóstico da quantidade de votos necessária para se eleger em cada chapa, tanto de federal quanto de estadual. No cenário de haver chapinha de federal composta por PP, PCdoB, PDT e Solidariedade, é extremamente plausível a hipótese de eleger de quatro a cinco deputados federais, o que daria na melhor hipótese a chance de o último eleito chegar ao mandato com pelo menos 70 mil votos.

O chapão da oposição que pode ser composto por MDB, PTB, DEM, PSDB, PRB, Podemos e Avante, deverá eleger de oito a nove federais, com chances de o último atingir o mandato com cerca de 80 mil votos. Já a Frente Popular, na hipótese de ser composta por PSB, PT, PSD e PR, deverá, no cenário da chapinha se materializar, eleger de 11 a 12 federais, onde na melhor hipótese o último chegaria com pelo menos 100 mil votos. Ainda ficaria a dúvida do caminho do PSC que deve integrar algum chapão e do PSL, que pode liderar uma chapinha ou fazer parte da que é composta pelo PP, PCdoB, PDT e Solidariedade, mas não deverá promover grandes alterações no quadro.

Na disputa para deputado estadual a conta do chapão, que seria composto por PSB, PT, PR, PSD e PDT, seriam necessários pelo menos 50 mil votos para disputar uma das 16 ou 17 vagas destinadas a chapa liderada pelo partido do governador. Já no chapão da oposição composto por PTB, MDB, PSDB e DEM, devem ser destinadas de doze a treze vagas, as contas giram em torno de 40 mil votos para garantir a vitória. A chapinha liderada pelo PP deverá eleger entre 10 a 12 deputados estaduais, garantindo a maior bancada da Alepe em qualquer cenário, e para estar garantido serão necessários 32 mil votos, podendo se eleger com menos.

As demais chapinhas formadas por PSOL, PRP, PSL, PPS, Patriota, Solidariedade e PHS, devem entre eleger de um a dois deputados. A de PRTB/PV deve eleger de dois a três estaduais, enquanto a do PSC pode ficar com três a quatro cadeiras. As primeiras chapas devem eleger um deputado com 30 a 35 mil votos. A de PRTB/PV deverá eleger o terceiro com cerca de 20 a 25 mil votos, assim como a do PSC deverá eleger o quarto com essa votação. É evidente que esses números ainda não são definitivos, podendo oscilar para mais ou para menos, tanto a quantidade de vagas quanto a de votos, mas é pouco provável que alguma chapa eleja um deputado federal com menos de 60 mil votos e um deputado estadual com muito menos de 20 mil votos.


Edmar Lira


Nenhum comentário:

Postar um comentário