segunda-feira, 12 de março de 2018

Chapão da Oposição é convite para uma eleição mais fácil
Radar Político (12/03) – Chapão da Oposição é convite para uma eleição mais fácil
Diferente do clima que aflige os deputados estaduais do PSB, PR e PSD por conta do chapão, o grupo oposicionista denominado “Pernambuco Quer Mudar” tem conseguido administrar muito bem este assunto em sua base. Um entendimento já definido pelo grupo é de que lá todos os partidos se unirão em um torno de um chapão.

Bem distinto do que existe na Frente Popular, onde a concorrência é maior e o ponto de corte pode chegar aos 45 mil votos, o chapão oposicionista promete oportunizar não só um caminho mais fácil para a reeleição, mas também para aqueles que buscam ingressar na ALEPE pela primeira vez.

Com um trabalho cirúrgico no recrutamento de candidatos, o grupo oposicionista está conseguindo montar uma tropa organizada com nomes bem distribuídos em todas as microrregiões. Entre os aspirantes estão candidatos que apresentam potencial superior a 30 mil votos, o que os coloca em uma posição competitiva para conquistar umas das 13 vagas que a chapa tem potencial de garantir.

''A expectativa de poder por parte do grupo encabeçado por Fernando Bezerra, Armando Monteiro, Mendonça Filho e Bruno Araújo também tem sido outro ponto crucial para a atração de postulantes''.


Na eleição de 2014 o chapão da oposição conquistou 12 cadeiras, das quais 7 foram ocupadas por deputados reeleitos. O último eleito chegou à ALEPE com pouco mais de 37 mil votos, votação bem abaixo da exigida por aqueles que disputaram pelo chapão da Frente Popular onde a última cadeira foi ocupada por um parlamentar que precisou ter mais de 41 mil votos.

Até agora a coligação que agrega o PTB, DEM, PSDB, PODEMOS e PV possui apenas 8 deputados. Entre eles, o que obteve a maior votação em 2014 foi Priscila Krause com 47.882, já o de menor votação foi Joel da Harpa com 19.749.


Wellington Ribeiro / Blog Ponto de Vista


Nenhum comentário:

Postar um comentário