quinta-feira, 1 de março de 2018

FILARMÔNICA CENTENÁRIA SÃO SEBASTIÃO
Segundo testemunhos de muitos anciãos Jataubenses, muito antes de nossa querida Jataúba ser considerada vila e também levar o nome de "Jatobá do Brejo", já existia, ainda que de forma precária, uma banda de fanfarra cujo nome futuramente seria: Banda Filarmônica São Sebastião. 
Certamente não existe festa do interior sem esse tipo de banda (fanfarras), nisso, a banda em foco cumpriu a risca seu ofício, pois se mostrou e mostra-se presente nas maiores festas do nosso calendário festivo.
principalmente na festa de São Sebastião, a qual carrega o nome no seu próprio estandarte, demonstrando nitidamente que seu nome é uma elevada homenagem ao santo. A filarmônica São Sebastião faz parte de uma das sociedades beneficentes mais antigas de nossa terrinha e conseguiu com o tempo uma grande quantidade de associados. 
Os Jataubenses simplesmente se encantaram com os objetivos e a visão futura a qual a associação trazia. Sempre eleitos de forma democrática, os presidentes escolhidos pela própria associação sabiam que tinham o compromisso social de entreter crianças e adolescentes, através dos ensinamentos musicais.
 A ideia era retirá-los das áreas de risco e ocupá-los com as aprendizagens da cultura musical. A princípio a ideia deu muito certo, mas, o número de associados caiu muito nesses últimos anos. 
Infelizmente a crise que atingiu a banda começou a se arrastar por um longo período, tanto que a organização resolveu mudar a presidência, a qual começou a ser adotada pela paróquia do município, tendo apoio total do padre Geraldo de Magela, administrador paroquial da época. O mesmo fez um grande movimento em prol do desenvolvimento da banda, mas infelizmente, a mesma não voltou a ser como era antes. 
Viva praticamente através do esforço dos seus próprios membros e ainda de alguns associados, a filarmônica dos dias atuais mostra sua fibra e raça por méritos praticamente próprios. Ainda ensaia e ensina música semanalmente, e assim, tenta manter seu objetivo inicial, realizando seus trabalhos na sua sede, a qual se localiza na Avenida José Lopes de Siqueira, centro (uma das principais ruas da cidade) tendo como instrutor o maestro Santos e a ajuda significativa de Quitéria Abgail. 
Nestes tempos festivos, tentamos através desta simples homenagem, desejar a banda muito sucesso na sua jornada, que os bons tempos não apenas voltem, mas sejam permanentes dia após dia.


memoriajatauba.blogspot.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário