quarta-feira, 28 de março de 2018

'Juntar os cacos', a dura missão de Fábio Mamão com a oposição em Jataúba-PE
Foto: Bruno Muniz

Ao final das eleições de 2016 o que parecia ser um ressurgimento acabou virando uma dor de cabeça para o grupo de oposição na cidade de Jataúba, no Agreste pernambucano, o grupo liderado por Fábio Mamão (Sem Partido) que entrou na campanha desacreditado acabou mostrando forças e perdeu as eleições com uma diferença de pouco mais de 490 votos. O resultado animou o grupo denominado boca de porco que passou a acreditar em um revés futuro contra o grupo de situação liderado pelo prefeito Antônio de Roque (MDB).

Passados pouco mais de um ano do pleito eleitoral o grupo se dissolveu e hoje Mamão tem a dura missão de juntar os cacos para viabilizar uma candidatura para 2020, Mamão saiu das eleições de 2016 com cinco dos onze vereadores compondo a sua base, hoje dos cinco só o vereador Zuza do Jacú (PTB) continua ao lado do líder político já que Firoca e Luzimário (PTB) e Maviael (PSD) já tomaram outro rumo que caminharão na terceira via ao lado do ex-vereador Chico de Irineu (PODE), restando Naldo de Bileu (PTB) que ainda não se pronunciou, mas, segundo informações também irá trilhar um caminho diferente.

Segundo informações colhidas por nossa equipe ao longo desse período, alguns fatores pesaram para a dissolução do grupo, muito de fala de falta de diálogo por parte de Mamão para com os seus liderados, outro ponto negativo segundo informações, foi à ausência de ações por parte do deputado estadual Diogo Moraes (PSB) para com o município de Jataúba ao longo dos seus dois mandatos como deputado representando o grupo de oposição local.

De certo para 2018 a missão de Mamão não é nada fácil, porém, a depender dos resultados nas urnas nas eleições de outubro desse ano, o mesmo poderá sair fortalecido mais uma vez para 2020, já que é notório que o líder político está preparando o caminho para concorrer à prefeitura mais vez.

Algumas interrogações ainda estão no ar, já que até então não se sabe quem serão os candidatos apoiados por Mamão, Diogo Moraes até então parece ser o único nome certo, no campo federal alguns nomes como João Campos (PSB) e Wolney Queiroz (PDT) estão sendo comentados nos bastidores e poderão surgir como opções para o eleitorado Jataubense, já com relação ao governo do estado o próprio Mamão já declarou que não divide o mesmo palanque com o prefeito Antônio de Roque que está com Paulo Câmara, por outro lado o líder politico também disse que não apoiará o candidato em que Bruno Araújo esteja aliado, nesse caso até então o senador Armando Monteiro.

Como ficará o grupo de oposição na cidade de Jataúba após as eleições de 2018?

 Quem serão os candidatos apoiados por Mamão e seu grupo?

 Deixará Mamão o orgulho de lado e ficará ao lado de Bruno ou do prefeito, ou irá optar pelo isolamento quanto ao apoio para governador? 

Fato é que diante do barulho da terceira via algumas movimentações começaram a acontecer e ontem Mamão esteve ao lado do deputado Diogo Moraes em Recife onde pleiteou algumas ações para a Zona Rural do município, área que o líder político tem investido pesado desde as eleições passadas.


Jota Silva / Agreste No Ar


Nenhum comentário:

Postar um comentário