quinta-feira, 26 de abril de 2018

Mendonça Filho se consolidou como nome nacional
Resultado de imagem para IMAGENS DE FABIO MAMAO E MENDONCINHA
Imagem Ney Lima

No exercício do seu terceiro mandato como deputado federal, tendo sido por duas vezes vice-governador e por nove meses governador, Mendonça Filho já tinha iniciado na legislatura passada um importante trabalho para nacionalizar seu nome, mas tudo se consolidou nesta legislatura, inicialmente com a confusão envolvendo Dilma Rousseff que culminaria no seu impeachment, depois com sua ida para o ministério da Educação, que serviu para consolidá-lo como gestor público.

A trajetória de Mendonça Filho pode ser dividida entre antes e depois da passagem pelo MEC, porque todos, inclusive opositores, reconhecem o seu brilhante trabalho à frente de uma pasta bastante complexa e que estava sucateada na gestão anterior. Mesmo com toda hostilidade de seus opositores, o agora ex-ministro conseguiu imprimir a marca do resultado para a sua passagem pelo MEC.

Lembrado para o posto de vice-presidente na chapa de Geraldo Alckmin, o pernambucano conseguiu ganhar uma dimensão política que faz dele um ator estratégico na cena nacional podendo ser candidato a senador, deputado federal ou governador, mas sem dúvidas será lembrado para as principais articulações nacionais.

A formação de um bloco entre PP e DEM para a próxima legislatura que se cogita em Brasília faz de Mendonça um fator imprescindível para a governabilidade de qualquer presidente se ele seguir em Brasília como deputado federal ou senador. É de longe uma grande volta por cima do ex-governador de Pernambuco.


Edmar Lira


Nenhum comentário:

Postar um comentário