quinta-feira, 31 de maio de 2018

Justiça concede liminar e exige que empresa de comunicação retire do ar trecho de áudio em que Diogo Moraes acusa José Augusto Maia de tentativa de extorsão
O Tribunal de Justiça de Pernambuco através da 1ª Vara Civel da Comarca de Santa Cruz do Capibaribe, emitiu essa semana, uma decisão onde atende a um pedido do ex-deputado federal José Augusto Maia (Avant), requisitando que o trecho de um áudio de um programa radiofônico seja retirado do ar tendo em vista que o mesmo possui falas do deputado Diogo Moraes (PSB) contra o referido ex-deputado.

Na ocasião, a gravação contém parte de uma entrevista onde o deputado estadual Diogo Moraes afirma que José Augusto Maia o havia tentado extorquir pedindo R$ 800.000,00 (oitocentos mil), de um suposto acordo político. Veiculado em mídias da Avant Comunicação e Mídia, o conteúdo foi ao ar há poucos dias, inicialmente através da Rádio Polo FM. O valor requerido por danos morais é de R$ 30.000,00 (trinta mil reais), em caráter indenizatório para com o requisitante da liminar.

O deputado em exercício foi convocado para audiência de conciliação, onde deverá apresentar a sua defesa da ação. O descumprimento da decisão, por parte da Avant Comunicação e Mídia, aconselhada a retira o trecho do ar, pode acarretar multa diária de R$ 1.000,00 (um mil reais), valor limitado a R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais). A empresa de comunicação e o deputado Diogo Moraes ainda podem recorrer da decisão.


Bruno Muniz


Nenhum comentário:

Postar um comentário