quarta-feira, 6 de junho de 2018

João da Costa: Palavra final será da direção nacional do PT e evento do dia 10 pode ser adiado

Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

O ex-prefeito do Recife, João da Costa (PT), afirmou, nesta terça-feira (05), que a direção nacional da legenda dará a palavra final sobre a possibilidade de aliança com o PSB em Pernambuco. Escolhido para integrar a comissão que acompanhará as negociações com a cúpula da legenda, o petista ressaltou, inclusive, que o encontro marcado para este domingo (10), quando está prevista uma votação interna sobre possibilidade de candidatura própria, pode ser adiado, caso a presidente da sigla, Gleisi Hoffmann, ache que precisa de mais tempo para avaliar o cenário.

No domingo, os cerca de 300 delegados estaduais da sigla devem votar se apoiam ou não a tese de ter um candidato a governador. Se a maioria simples do colegiado decidir pelo nome de Marília Arraes, ficará complicado para a legenda optar por outro caminho. Mas, na visão de João da Costa, independente do resultado da votação, a nacional tem o poder de decidir o caminho a ser tomado.

“A direção nacional também tirou uma decisão de que a palavra final sobre as resoluções eleitorais nos estados será da direção nacional do partido, através da sua executiva (...) Se a nacional precisar de mais tempo, pode propor manter ou não o encontro de domingo”, colocou o petista, em entrevista ao programa Folha Política desta terça.

Encontro decisivo


Ainda nesta terça (05), Gleisi teve um encontro com o governador Paulo Câmara (PSB), em Brasília, justamente para tratar da aliança entre os partidos no estado. A reunião, desta forma, pode ser decisiva. “O trabalho da comissão depende da reunião de Paulo em Brasília. Espero que as discussões avancem e permitam que a gente possa avançar aqui em Pernambuco. Espero que essa reunião tenha desdobramento decisivo de avançar na aliança nacional envolvendo Pernambuco. A direção deve estabelecer o diálogo com a direção estadual e dizer se precisa de mais tempo e que quer discutir se vai fazer o encontro ou não”, colocou João da Costa.


Por: Daniel Leite/ FolhaPE


Nenhum comentário:

Postar um comentário