quinta-feira, 7 de junho de 2018

José Humberto renova cobranças sobre Presídio de Limoeiro
O deputado estadual José Humberto (PTB) aproveitou a semana dedicada à Conscientização da Preservação do Meio Ambiente para chamar novamente a atenção acerca dos problemas socioambientais ocasionados pela Penitenciária Dr. Ênio Pessoa Guerra, localizada no município de Limoeiro.

Vice-presidente da Comissão de Meio Ambiente e Coordenador da Frente Parlamentar de Perenização, Despoluição e Revitalização da Bacia do Rio Capibaribe, José Humberto utilizou o Plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco para lembrar que o esgoto proveniente do presídio não só prejudica o andamento das aulas na Escola Técnica Estadual, localizada a apenas 200 metros da penitenciária, mas também que os dejetos lançados a céu aberto estão poluindo o Rio Capibaribe .

“Esse esgoto, sem nenhum tratamento, acaba desaguando no Rio Capibaribe, este, por sua vez, segue em direção à barragem de Carpina onde parte de sua água é capitada para abastecer oito cidades da região. Isto significa não só uma agressão ao meio ambiente, mas também um problema de saúde pública”, alertou o parlamentar.

José Humberto aproveitou para destacar que recentemente acionou vários órgãos públicos cobrando medidas para a resolução do problema. “No mês de abril utilizei a Tribuna desta Casa para apresentar uma indicação alertando a Secretaria Executiva de Ressocialização (SERES), Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), Secretaria de Recursos Hídricos e Energéticos (SRHE) e ao Ministério Público acerca do problema”, lembrou.

Com capacidade para 426 apenados, a Penitenciária Dr. Ênio Pessoa Guerra concentra atualmente mais de 1,7 mil apenados. Essa situação, conforme salientou o deputado, gera sobrecarga no sistema de esgotamento sanitário. Situação que se agrava nos finais de semana, quando cerca de dois mil visitantes vão até o local.


Informações da Assessoria de Comunicação


SEMPRE AO LADO DO POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário