sexta-feira, 22 de junho de 2018

Perito criminal sinaliza que ossada encontrada em matagal pode não ser de jovem que está desaparecido
Em entrevista concedida ao repórter policial Jota Lima, o Perito Criminal, Dr. Alcides Buarque falou sobre o levantamento cadavérico realizado nos restos mortais encontrados numa área de vegetação localizada no Bairro Oscarzão, em Santa Cruz do Capibaribe, Agreste do estado de Pernambuco.
Durante o levantamento cadavérico foi confirmado que o cadáver em adiantado estado de esqueletização era do sexo masculino e não foi encontrada nenhuma perfuração ou instrumento contundente que possa ter causado a morte da referida pessoa que até então não foi identificada.
Quando questionado se poderia ser os restos mortais do jovem Bruno José da Silva, “Bruninho”, de 22 anos de idade, desparecido desde o último sábado (16), o perito criminal falou que não sabe precisamente, mas acha difícil ser o jovem “Bruninho”, já que faz apenas 4 dias que o jovem está desaparecido e pelo estado que se encontrava o cadáver, ele acredita que faz aproximadamente 10 dias que o corpo estava no local.
A Polícia Civil através da 21° DPH segue investigando o desaparecimento do jovem “Bruninho” e espera o resultado do exame de DNA que vai revelar identidade e causa da morte da pessoa. Se for comprovado que foi assassinato, o Delegado Bruno Machado iniciará uma nova investigação para descobrir a autoria e motivação.
Após os procedimentos a ossada foi levada para o IML da cidade de Recife.


Jota Lima Agora



Nenhum comentário:

Postar um comentário