quinta-feira, 12 de julho de 2018

Apelo – Mulher assaltada implora e oferece dinheiro para que criminosos devolvam veículo; "Estou precisando muito da moto e não tenho condições financeiras de comprar outra moto", lamentou.

Motocicleta roubada na ocasião foi uma Honda Fan modelo 125 — Foto: Divulgação

Todos os dias dezenas de pessoas são alvos fáceis de assaltantes em Brejo da Madre de Deus, Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, Vertentes e outros municípios da região do Agreste de Pernambuco. Nas redes sociais é fácil encontrar vítimas que tiveram celulares, dinheiro, veículos e outros bens roubados.

Um relato publicado nesta quarta-feira (11) chama atenção pela forma como a vítima se coloca em um último fio de esperança de obter o seu bem de volta. Assaltada próximo a São Domingos, distrito de Brejo da Madre de Deus, a vítima fez um enunciado em uma rede social implorando para que os criminosos lhe devolvam uma motocicleta de fundamental importância para locomoção da mesma.


"Senhores ladrões, venho aqui fazer uma apelo a vocês que me roubaram no rio há uns quinze dias atrás, próximo a São Domingos. Que me devolvam a minha moto, eu pago 500. Estou precisando muito da moto e não tenho condições financeiras de comprar outra", escreveu a vítima.

O roubo sofrido pela mulher identificada nesta ocasião como 'Iara' é um reflexo do ponto crítico vivenciado pelos moradores do Polo de Confecções de Pernambuco. As solicitações de mais segurança feitas para com a classe política estão se transformado em apelos desesperados com os próprios assaltantes.

Além do contexto dramático de situações como esta, um preocupante ponto fica em evidência: há mais crédito na possibilidade de negociação com criminosos do que em solicitações feitas a quem de fato deveria oferecer segurança a população, o poder público.

Para casos como o de Iara, a Polícia Militar disponibiliza o telefone (81) 9 9488-5748, número que também integra o aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp. Toda informação é preservada e mantida em sigilo.


Bruno Muniz


Nenhum comentário:

Postar um comentário