terça-feira, 24 de julho de 2018

Mãe estuprada pelo próprio filho no Agreste havia mudado de Estado para protegê-lo, afirma polícia

O caso do jovem que abusou sexualmente da própria mãe no município de Águas Belas, Agreste de Pernambuco, segue tomando proporções ainda mais assustadoras. O crime aconteceu no último final de semana e foi registrado na Delegacia de Polícia de Garanhuns, também no Agreste – relembre o caso clik aqui.

De acordo com a polícia, o acusado que tem 18 anos teria estuprado a genitora na frente da irmã de apenas 11 anos. A delegada Thatianne Macêdo, que investiga o caso, afirmou que o indivíduo teria abusado da mulher de 48 anos após chegar sob efeito de substâncias alucinógenas em casa e ameaçar a família com uma faca.


"A violência sexual aconteceu de diversas formas possíveis e imagináveis, todos os atos sexuais presenciados por uma criança de 11 anos de idade", disse a delegada.

A Polícia Civil informou ainda que a mãe decidiu se mudar para Pernambuco há três anos após o filho se envolver com a criminalidade em uma cidade de Alagoas. Na ocasião, o acusado, na época menor, estaria sofrendo ameaças de morte e a mãe temeu que o mesmo acabasse sendo assassinado.

"A mãe, para proteger a própria vida do filho, deixou parentes, amigos, familiares, a terra natal, vindo buscar refúgio aqui em Águas Belas, em Pernambuco. E ela mesma foi vítima do próprio filho", relatou a delegada em entrevista a um portal de notícias da Globo.

Após o crime o rapaz fugiu, mas logo em seguida foi capturado pela polícia que atuou de maneira rápida e incisiva. O mesmo seguirá agora para juri.


Bruno Muniz


APOIO CULTURAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário