quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Armando precisa de crescimento de nanicos para ter segundo turno 
Historicamente as eleições para governador de Pernambuco foram resolvidas no primeiro turno, com uma única exceção que foi a eleição de 2006 que levou Eduardo Campos ao Palácio do Campo das Princesas. Naquela ocasião, a terceira via se consolidou a ponto de chegar ao segundo lugar que foi o próprio Eduardo. Humberto Costa mesmo ficando de fora do segundo turno ele atingiu 25,14% dos votos válidos contra 33,81% de Eduardo Campos, e 39,32% de Mendonça Filho. As candidaturas nanicas ficaram, juntas, com apenas 1,73% dos votos válidos.

Nas demais eleições, as candidaturas nanicas nunca passaram de 13%, que foi o melhor resultado em 1994 quando Cid Sampaio atingiu 7,27% dos votos válidos e os demais pouco mais de 5%. Para a eleição deste ano, temos sete candidaturas colocadas, duas principais, Paulo Câmara e Armando Monteiro, duas intermediárias, Julio Lossio e Maurício Rands, e três pequenas, Simone Fontana, Dani Portela e Ana Patrícia Alves, que teve seu registro negado.

No levantamento do Ibope, Paulo Câmara apareceu com 33% das intenções de voto, contra 25% de Armando Monteiro, 2% de Julio Lossio, 2% de Maurício Rands e 1% de cada candidata colocada, Dani Portela, Ana Patrícia e Simone Fontana. Quando transformados em válidos, Paulo Câmara teria 50,77% contra 38,46% de Armando Monteiro, 3,07% de Maurício Rands, 3,07% de Julio Lossio e 4,61% das três candidatas nanicas.

Historicamente as candidaturas do PSOL, PSTU e PCO, dificilmente passam de 2% dos votos válidos juntas, no Ibope elas chegam a quase 5%, o que é algo quase impossível eleitoralmente de ocorrer e aumenta a tese de vitória no primeiro turno do atual governador. O segredo de Armando Monteiro chegar a um segundo turno está nas candidaturas de Lossio e Rands, que até agora não conseguiram mostrar uma competitvidade maior.

Para evitar que a fatura seja liquidada no dia 7, Armando Monteiro precisa que os nanicos mantenham mesmo esses números das pesquisas na urna, que Rands e Lossio pelo menos dobrem seus votos válidos nos próximos 15 dias, e que cresçam entre os indecisos e em cima do eleitor de Paulo Câmara, porque se eles continuarem com este percentual que estão apresentando nas pesquisas, é praticamente impossível que haja o segundo turno.



Edmar Lira


Nenhum comentário:

Postar um comentário