terça-feira, 18 de setembro de 2018

Em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, o final de semana foi marcado por 4 homicídios 
Pelos menos quatro homicídios foram registrados no último final de semana, na cidade de Caruaru, no Agreste do estado de Pernambuco. Os crimes aconteceram nos bairros Nova Caruaru, Demóstenes Vera, Santa Rosa e São Francisco.
1° CASO:
O primeiro crime aconteceu na tarde do sábado (15), ás margens do riacho do mocó no bairro Novo mundo, a vítima foi identificada como Erick Henrique da Silva, de 20 anos de idade.

"Erick" era ex-presidiário, cumpriu pena por roubo, estava em liberdade há 3 dias e foi executado com vários tiros.
2° CASO:
Vítima - "Dudu" 
Acusado - "Almir do gera" 

O segundo crime foi no final da noite do sábado (15), durante uma confusão entre dois homens na Rua da Bondade, no Bairro Demóstenes Vera. A vítima, Davi Correia Porfírio, vulgo “Dudu”, de 24 anos de idade, foi esfaqueado e morreu após dar entrada na UPA do Bairro Boa vista.

O acusado, Almir Antony da Silva, vulgo “novinho ou Almir do gera”, é esposo da ex-companheira de “Davi” e talvez por ciúmes, praticou o crime. A polícia acredita em crime passional.

"Almir do gera" segue foragido; qualquer informação pode ser repassada para a Polícia Civil da Capital do Agreste.
3° CASO:
Durante a noite do sábado (15), a Polícia Militar registrou o terceiro homicídio na Rua dois irmãos, no Bairro Santa Rosa. A vítima foi o ex-presidiário, Janailson Francisco do Nascimento, de 41 anos, foi executada a tiros.

Segundo informações da Polícia Militar, “Janailson” já tinha sido preso por tráfico de drogas e tinha envolvimento com roubos na cidade de Caruaru.

4° CASO:

O quarto caso do final de semana foi registrado na manhã do domingo (16), quando um cadáver em avançado estado de putrefação foi encontrado dentro de uma residência localizada na Rua Safira, no Bairro São Francisco.
O corpo de Arnaldo José de Andrade, de 48 anos de idade, foi encontrado embaixo da uma cama e com um tecido enrolado sobre o pescoço. Segundo o perito criminal, Dr. Anderson Souza, o corpo apresentava sinais de um provável estrangulamento e estava no local há aproximadamente 4 dias.

Os corpos foram encaminhados para o IML (Instituto de Medicina Legal) na cidade de Caruaru.


Jota Lima


Nenhum comentário:

Postar um comentário