terça-feira, 30 de outubro de 2018

Caminhoneiros protestam por descumprimento de acordo após greve no estado de Goiais

Caminhoneiros de Goiais e de outras regiões do país, realizam uma manifestação nesta segunda-feira (29), pelo não cumprimento ao piso mínimo de frete rodoviário. Os caminhoneiros estão nos acessos às fábricas de Catalão conversando com os demais caminhoneiros que chegam para carregar sobre a situação.

Wallace Landim, o "Chorão", o líder do movimento falou sobre o caso:
"As fábricas disseram que pagam o piso mínimo, então é o atravessador que não está cumprindo".


A prefeitura da cidade de Catalão pegou uma "carona" no movivmento para cobrar o pagamento de royalties da mineração de nióbio. Alguns tratores da prefeitura foram postos na única linha ferroviária da cidade. Nesta manifestação os caminhoneiros voltam cobram a fiscalização mais efetiva da ANTT (Agência de Transportes Terrestres).

Os caminhoneiros afirmam que devido a falta de fiscalização eles são forçados a trabalhar com uma remuneração menor do que o previsto na tabela de frete. Eles afirmam ainda que se não aceitarem podem ser inclusos em uma espécie de "lista negra" das transportadoras e ficarem impedidos de trabalhar. A ANTT, por sua vez, informa que as fiscalizações já estão sendo realizadas.


Bruno Muniz


Nenhum comentário:

Postar um comentário