quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Popular residente em Santa Cruz do Capibaribe, é preso acusado de tenta matar ambulante para vingar morte do filho; em Caruaru

Luiz Francisco 

Na manhã desta quarta-feira (10), um popular foi preso após tentar matar uma pessoa na feira do troca-troca no parque 18 de Maio, no centro comercial da cidade de Caruaru, no Agreste do estado de Pernambuco.

egundo informações da Polícia Militar, Luiz Francisco da Silva, de 56 anos, residente no bairro Palestina, em Santa Cruz do Capibaribe, tentou matar a tiros Uadesson José de Andrade, de 25 anos, para vingar a morte do filho, Ramon dos Santos Silva, popularmente conhecido por “Ramon do CD ou Ramon do cigarro”, de 26 anos, morto a tiros no dia 26 de fevereiro deste ano, também na feira do troca-troca em Caruaru.

inda de acordo com a PM, “Luiz Francisco” foi agarrado por populares e após a chegada da equipe do Sargento Valdemar do 1° Biesp, ele foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio.
Uadesson

“Uadesson” foi socorrido pela equipe do SAMU e levado para o HRA (Hospital Regional do Agreste), onde foi medicado e não corre risco de morte.A VINGANÇA:
Ramon do CD/Ramon do cigarro 
Arma usada por Luiz Francisco 

Quando questionado pela polícia, “Luiz Francisco” confessou que descobriu que “Uadesson” e o pai que vende cigarro contrabandeado teriam contratado Lucas José da Cruz, de 19 anos para matar “Ramon do CD” por conta de uma disputa comercial. “Seu Luiz” ainda confessou que pelo fato de está sendo ameaçado de morte, estava com um revólver calibre 38 para se defender e usou essa mesma arma para praticar a tentativa de homicídio. 

A VIDA PREGRESSA DE LUCAS: 

Lucas José 

Após investigação realizada pela equipe da 20° Delegacia de Homicídios de Caruaru, “Lucas José” foi preso quase um mês depois de executar “Ramon do CD”, na cidade de Bezerros. 

Quando era menor de idade “Lucas” viveu uma temporada em Santa Cruz do Capibaribe, onde no ano de 2015 tentou matar um desafeto de nome Leonardo Mikael, vulgo “Chico”, de 17 anos e na ocasião baleou a irmã do alvo, Lauane Maria da Silva, de 2 anos, que morreu após ser transferida para o HR (Hospital da Restauração) na área central do Recife.
Lauane

Na época “Lucas” foi apreendido em menos de 48 horas do caso Lauane, na cidade de Barra de Guabiraba, porém tempos depois ganhou liberdade.
Leonardo Mikael, vulgo “Chico”, de 17 anos, irmão de “Lauane”, foi assassinado no 31 de março de 2016, no bairro São Miguel.
Chico 

Jota Lima Agora


Nenhum comentário:

Postar um comentário