sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Mundo cão; Homem 'Satânico' é preso após matar esposa e dois filhos 
Os corpos das duas crianças — um bebê de 7 meses e outro, de 1 ano e 6 meses — e da mãe foram encontrados sobre a cama do casal

As vítimas, uma mulher de 17 anos e dois bebês uma menina de um ano e meio e um bebê de 6 meses, foram achadas mortas sobre a cama do casal. O suspeito teria continuado no imóvel sem se preocupar com os cadáveres.

Um homem de 43 anos foi preso nesta quarta-feira, 28, sob a acusação de matar a esposa de 17 anos e os dois filhos, uma menina de um ano e meio e um menino de 6 meses. As vítimas foram encontradas estranguladas na casa onde moravam, no bairro Vila Monteiro, município de Lima Duarte (MG).

Os corpos foram descobertos por vizinhos que estranharam o mau cheiro que saía do local e acionaram a Polícia Militar. O crime foi cometido no último sábado, 24, e o suspeito teria continuado no imóvel sem se preocupar com os cadáveres.

Policiais contaram que a residência estava revirada e havia alguns móveis quebrados. A mulher, Talia Aparecida do Nascimento e os filhos, Sophia Gabriele da Silva e Calebe Emanuel da Silva, encontravam-se sobre a cama do casal.

Vizinhos contaram que o autor era ciumento e não deixava a mulher sair de casa. A polícia também recebeu informações de que a mulher estaria grávida, mas esta e outras questões somente serão confirmadas quando saírem os laudos de exames feitos no corpo.

Homem prestou depoimento à Polícia Civil e foi levado para o Ceresp (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

História; Suspeito pediu vizinha para amamentar filho
À PM, uma vizinha das vítimas, 27, disse que por duas vezes foi procurada pelo homem para que ela pudesse amamentar um dos filhos do casal. Por volta de meio-dia, da última terça-feira (27), entretanto, ela disse que não amamentaria o bebê no peito, mas daria alimento à criança. Em seu relato, ela diz tê-lo questionado sobre o paradeiro da esposa. Ele afirmou não saber, mas garantiu que buscaria a mamadeira, mas não retornou.

O suspeito, que não teve o nome revelado(bandido sempre tem razão) morava no Rio de Janeiro e conheceu a mulher através de página de bate-papo na internet. Há cerca de quatro anos ele teria se mudado para morar com ela em Minas.

Ele não reagiu ao ser preso e foi levado para uma delegacia de Juiz de Fora (MG), onde teria confessado o crime. Segundo o delegado José Márcio de Almeida Lopes, ele alegou sofrer de depressão e garantiu estar arrependido do que fez, mas responderá por triplo homicídio com agravantes.


Do Tribuna de Minas / Vídeo: TV Record / Alberto Barbosa


Nenhum comentário:

Postar um comentário