sábado, 1 de dezembro de 2018

Acusado de participar da morte de secretário em Parari-PB,  é fugitivo de presídio no Sertão Paraibano e acusado de cometer outros homicídios
O acusado de participar do assassinato do secretário Adriantônio Cavalcante foi transferido para o presídio Serrotão em Campina Grande. Ele é considerado um preso de alta periculosidade e é fugitivo da Colônia Penal de Sousa, no Sertão da Paraíba.

O homem que se identificou como sendo Cláudio Barros da Silva na verdade tem 5 identidades falsas e seu nome verdadeiro é Fábio Wanderson da Silva, acusado de outros 4 homicídios, inclusive de uma criança de 7 anos.

Ele é natural de Palmas-TO e a Polícia Civil não tem dúvidas de sua participação na morte do secretário de infra-estrutura Adriantônio Cavalcante. Policiais revelaram ainda que prosseguem com as investigações e acreditam que a moto utilizada no crime pode aparecer queimada ou em desmanche a qualquer momento.

Fonte: Portal de Olho no Cariri
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário