sábado, 8 de dezembro de 2018

BANDIDO QUE PARTICIPOU DO ASSASSINATO DO ADVOGADO EM CARUARU, VEIO BUSCAR DROGA NA CIDADE, TROCOU TIROS COM A PM DUAS VEZES E CONSEGUIU FUGIR E OS POLICIAIS ENCONTRARAM 22 QUILOS DE MACONHA E CONSTATARAM QUE ESSE MARGINAL PARTICIPOU DO ASSASSINATO DO ADVOGADO ANDRÉ AMBRÓSIO
O Sargento “Lobo Solitário” e um soldado do NIA (Núcleo de Inteligência do Agreste) receberam informes de que um elemento receberia uma grande quantidade de droga nesta sexta-feira (07) em frente a UPA Estadual e acionou a equipe MO´s do Monte composta pelo Sargento Costa, Cabo Sidney e o soldado Mário Augusto.
 A equipe Caça Homicida tendo a frente o Cabo Edinailton e a ROCAM comandada pelo Sargento Pantaleão e os policiais conseguiram recuperar uma picape Strada roubada que estava com a placa clonada e apreender 22 quilos de maconha prensada e dentro do veículo foi localizada uma CNH falsa.
O marginal, José Jameson de Sales, vulgo “Jairzinho” de 28 anos, era o traficante que veio buscar essa droga aqui em Caruaru e ao perceber que os policiais estavam no seu encalço efetuou dois disparos contra o policiamento que reagiu a injusta agressão, nisso o bandido acelerou o veículo, colocando por cima dos policiais e fugiu pela Avenida Jaboatão, sentido a BR 232 e nas imediações da entrada do Loteamento Adalgisa Nunes abandonou o carro próximo a umas oficinas e fugiu pelo matagal e mais adiante foi visto no matagal pela equipe ROCAM e quando os policiais deram voz de prisão ele reagiu e mais uma vez houve troca de tiros e mais uma vez o marginal conseguiu se evadir. 
 
Na troca de tiros em frente a UPA foi atingida por uma bala perdida, Lindacir Maria da Silva, de 48 anos, que estava no estacionamento da UPA e tinha acabado de fazer exames no ambulatório da unidade. Ela foi atingida com um disparo nas nádegas, recebeu os primeiros socorros na UPA e em seguida foi transferida para o Hospital Regional do Agreste e está fora de perigo.
Como o marginal estava usando uma CNH falsa só foi descoberto na delegacia de plantão que ele é o “Jairinho” e que participou da morte do advogado André Ambrósio Ribeiro Pessoa, de 46 anos, que foi assassinado na tarde do dia 12 de julho, na frente da casa da ex-sogra, no Loteamento Itamaraty, no bairro Kennedy. 

O advogado foi morto a mando da ex-companheira Isadora Ferreira de Almeida, que já está presa e o irmão dela, Issac Ferreira de Almeida, que está foragido, que contrataram, Ramon Reis Silva, que executou o crime e já está preso num presídio de Aracaju em Sergipe e quem o levou para matar o advogado foi o “Jairzinho” e Emerson Henrique de Azevedo, vulgo “Bê”, que também está foragido.
Isadora, foi quem encomendou a morte do ex-companheiro junto com o irmão Isaac.
Isaac é acusado de junto com a irmã encomendar a morte do ex-cunhado.

O carro, o documento falso e a droga foram apresentados no plantão da 3ª DP, onde foi feito o procedimento e o caso fica com a 3ª delegacia que deverá indiciar o criminoso pelos crimes de tentativa de homicídio, tráfico de drogas, receptação e uso de documento falso e já existe um mandado de prisão preventiva contra ele pela morte do advogado.
Ramon, foi o executor do crime.
Emerson Henrique também participou do assassinato.
"Jairzinho" vinha cometendo vários assaltos em Caruaru e na região.

Se você sabe do paradeiro desses três marginais os denuncie ligando para o Disque-Denúncia Agreste através do telefone (81) 3719-4545 ou se comunique com a 20ª Delegacia de Homicídios de Caruaru, através do Whatsapp 9 9488-7042 e em ambos os canais o denunciante terá a garantia de anonimato.


Alberto Barbosa


APOIO CULTURAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário