quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Eriberto Medeiros conquista Alepe e pavimenta reeleição 
Faltando pouco menos de dois meses para a posse dos novos deputados estaduais e consequentemente a eleição da nova mesa diretora da Assembleia Legislativa de Pernambuco, há um sentimento comum entre os 25 deputados reeleitos e os 24 novatos, de que Eriberto Medeiros convenceu a Casa de que é a melhor alternativa para comandar o poder legislativo estadual. Os quase cinco meses de mandato foram suficientes para Eriberto mostrar que tem traquejo para atender às demandas dos colegas e defender os interesses da Casa.

Num comparativo com Guilherme Uchoa, é importante reconhecer as semelhanças e as diferenças entre ambos. Guilherme tinha o controle absoluto da Casa, mas ele se dava sobretudo pela força política que ele representava, pois tinha sido juiz e possuía grande trânsito com os demais poderes. Eriberto, por sua vez, não tem a envergadura de Guilherme, mas é tido como um presidente acessível e tão atencioso com os pares quanto seu antecessor.

No Palácio do Campo das Princesas, o sentimento é de que Eriberto Medeiros é um aliado fiel e parceiro do executivo, e por isso não há nenhuma ressalva do governo sobre sua recondução, muito pelo contrário, há na verdade uma torcida para que ele continue no comando do poder executivo. Como existem sete cargos na mesa e os outros seis não há um favoritismo absoluto, Eriberto não só terá condições de ser reconduzido no dia 1 de fevereiro como poderá ser determinante na composição dos demais cargos.

A disputa pela primeira-secretaria segue indefinida, sobretudo porque existem pelo menos quatro aspirantes ao posto, e todos eles são do PSB do governador Paulo Câmara, mas prevalecerá aquele que tiver um perfil muito parecido com o que tem representado Eriberto Medeiros na presidência da Casa.


Edmar Lyra


Nenhum comentário:

Postar um comentário