sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Moro: medo da lei maluca, que anulasse todo trabalho
O futuro ministro Sérgio Moro explicou que parte da sua decisão de aceitar o cargo no Ministério da Justiça foi por “medo”. Mas não medo das ameaças como juiz, mas sim medo do que poderia vir do poder Executivo e Legislativo e que prejudicasse a Lava Jato. 

Em entrevista para o jornalista José Luiz Datena, na TV Bandeirantes, Moro afirmou que tinha medo “que chegaria um momento e viria uma lei maluca prejudicando todo o trabalho”.

Por sua vez, Jair Bolsonaro disse em seu Twitter que planeja rever vários contratos firmados pelo governo em gestões anteriores. O presidente eleito disse que recebeu a informação de que a Caixa Econômica Federal “gastou cerca de R$ 2,5 bilhões em publicidade e patrocínio neste último ano”.

 “Um absurdo! Assim como já estamos fazendo em diversos setores, iremos rever todos esses contratos, bem como os do BNDES, Banco do Brasil, Secom e outros”. (Estadão)


Blog  Cidade em Foco


Nenhum comentário:

Postar um comentário