sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

POLÍCIA CIVIL DE MONTEIRO-PB, PRENDE EM TORITAMA-PE, HOMEM ACUSADO DE EXECUTAR O VEREADOR ADELMO DE CAMALAÚ, CARIRI PARAIBANO
O Grupo Tático Especial da 14ªDSPC prendeu na manhã desta quinta-feira (27/12) no Bairro Novo Coqueiral, em Toritama/PE, José Edvaldo Barbosa, o “Docha”

Ele é acusado de ter executado em setembro deste ano, juntamente com um comparsa ainda foragido, o vereador Adelmo Teobaldo de Farias, de Camalaú, no Cariri paraibano.

O crime teve bastante repercussão na Paraíba; A ação de captura foi comandada pelos delegados Gilson Duarte e Paulo Ênio Rabelo. Os assassinos estavam numa moto. De acordo com informações da seccional, o crime foi praticado a mando de José Paulo Barbosa, o “Zé Paulo”, tio de José Edvaldo. “Zé Paulo” encontra-se foragido. Já José Edvaldo, que já cumpriu pena por tráfico em Pernambuco, negou envolvimento no crime.

A prisão dele ocorreu por força de mandado de prisão temporária expedido pela 1ª Vara da Comarca de Monteiro.

Renato Diniz entrou contato com o delegado Gilson Duarte e ele informou que o “Zé Paulo” é investigado em outros três homicídios ocorridos na região (bem antes da morte de Adelmo). “O vereador Adelmo teve acesso a fotografias de pistoleiros que teriam agido a mando de ‘Zé Paulo’ e passou a exibi-las em Camalaú”, afirmou delegado.

Gilson Duarte acrescentou que “em virtude disso o ‘Zé Paulo’ resolveu mandar matá-lo. Um dos executores seria o ‘docha’ que residiu até bem pouco tempo na cidade de Custódia/PE, mas depois do crime mudou-se para Toritama”.
O CRIME

(Adelmo)

O vereador Adelmo Teobaldo Farias (PRP) foi morto a tiros num sábado, 08 de setembro, por volta do meio-dia.

Ele estava numa moto em uma estrada que dá acesso a o conjunto da Cehap, onde morava, quando dois homens em outra moto se aproximaram e atiraram várias vezes. Três tiros atingiram a cabeça do vereador.

Os moradores do local não souberam explicar quem seriam os suspeitos nem quais os motivos do crime. Ele tinha 60 anos, estava no terceiro mandato e ocupava o cargo de 2º secretário da mesa diretora.

A moto utilizada pela dupla foi localizada no sítio “Cangalha”, em Camalaú.

Na manhã de hoje (27/12/2018) a Polícia Civil, por meio do Grupo Tático Especial da 14ª DSPC – Monteiro/PB, sob o comando dos Delegados de Polícia GILSON DUARTE e PAULO ÊNIO RABELO, capturou, no bairro Novo Coqueiral em Toritama/PE, o indivíduo de nome JOSÉ EDVALDO BARBOSA, vulgo “DOCHA”, ele que é acusado de ter executado, juntamente com um comparsa ainda foragido, o vereador da cidade de Camalaú-PB, ADELMO TEOBALDO FARIAS, crime que ocorreu no dia 08/09/2018, por volta das 12:30h.

O crime foi praticado por dois indivíduos em uma motocicleta HONDA CG, COR VERMELHA e, segundo informações colhidas no inquérito policial, foi praticado a mando de JOSÉ PAULO BARBOSA, vulgo “ZÉ PAULO”, que se encontra foragido e é tio de JOSÉ EDVALDO.
JOSÉ EDVALDO BARBOSA, que já foi preso em Pernambuco e cumpriu pena por tráfico de drogas, negou envolvimento com o homicídio e chegou a dizer que o tio “ZÉ PAULO” poderia estar em Belém do São Francisco/PE, porém tal informação ainda não pôde ser checada.

A prisão ocorreu por força de mandado de prisão temporária expedido pela 1ª Vara da Comarca de Monteiro/PB. A Polícia Civil pede a quem tiver informações acerca do paradeiro de JOSÉ PAULO BARBOSA, vulgo “ZÉ PAULO”, que denuncie anonimamente através do número 197 (Disque Denúncia)


Informações/Imagens: Polícia Civil Monteiro-PB
 14ªDSPC/Monteiro / Blog do Alberto Barbosa / Renato Diniz


APOIO CULTURAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário