sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Aliança da Petrobras com atravessadores pode ser fatal para produtores de etanol
Sociedade da Petrobras e poderosas distribuidoras de combustíveis sediadas em São Paulo, que fazem fortuna como atravessadoras, obteve R$1,8 bilhão do BNDES a juros camaradas e prazo generoso, para financiar um projeto mortal para produtores de etanol do Nordeste.

 Trata-se da expansão da estrutura dutoviária e de armazenamento de etanol, dentro da estratégia de assumir o controle do etanol em todo o País. As usinas nordestinas empregam quase meio milhão de pessoas.

A sociedade cria um sistema multimodal em que os atravessadores poderão administrar estoques e fazer dumping para quebrar usinas. A sociedade com a Petrobras é um negócio da China para os distribuidores/atravessadores, mas com dinheiro (público) do Brasil.

Os empresários envolvidos no negócio divulgam, sem corar, que o dinheiro fácil do BNDES responde por 54% dos investimentos.



A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.


Nenhum comentário:

Postar um comentário