terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Justiça determina novo bloqueio dos bens de Toinho do Pará. Ex-secretária Socorro Maia também teve os bens bloqueados
O ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Toinho do Pará, e a ex-secretária de educação, Socorro Maia, tiveram os bens bloqueados pela justiça.

 A decisão foi do juiz Vanilson Guimarães de Santana Junior, que atendeu ao que pedia o Ministério Público em uma ação com denúncias de improbidade administrativa.

O Valor do bloqueio é de quase R$ 1,4 milhão para o ex-prefeito Toinho do Pará e R$ 771.202,60 para Socorro Maia. O ex-prefeito já estava com os bens bloqueados em consequência de uma ação anterior.

Os supostos fatos ocorreram no ano de 2012. De acordo com a denúncia, houve ausência de repasses no valor de R$ 496.860,85 para o Regime Geral da Previdência de servidores municipais. O MP aponta ainda superfaturamento na compra de alimentos no valor de R$ 128.774,67. A denúncia ainda considera que houve supostas “Irregularidades na aquisição de kit musical e ausência de comprovação de despesas”.

Eles ainda podem recorrer da decisão.
“Socorro Maia vai reverter a decisão”, garante Ernesto Maia em nota.
O vereador Ernesto Maia (PT), filho da ex-secretária de educação em Santa Cruz do Capibaribe, Socorro Maia, garantiu que ela vai reverter decisão judicial que bloqueou seus bens. A notícia foi dada de forma exclusiva, nessa terça-feira (22), pelo Blog do Ney Lima.

O valor do bloqueio foi de R$ 771.202,60 (setecentos e setenta e um mil, duzentos e dois reais e sessenta centavos). Além dela, o ex-prefeito Toinho o Pará (PSB) teve seus bens bloqueados, este pela segunda vez.

Em nota, o vereador afirma que a ex-secretária ainda não foi notificada e faz uma correção num possível erro de redação na decisão do juiz Vanilson Guimarães de Santana Junior, ao dizer que a mãe não foi ‘secretária de saúde’.

Confira na íntegra:

''A ex-Secretária Socorro Maia, apesar de não ter sido notificada da decisão, refuta esta decisão, já que nunca foi ordenadora de despesa, nunca foi secretária de Saúde e vai reverter esta decisão, exatamente como o ex-prefeito Toinho do Pará reverteu esta mesma situação no Tribunal de Contas de Pernambuco, onde as aludidas Contas, primeiramente foram reprovadas, e depois aprovadas com ressalvas.''



Informações Blog do Ney Lima


Nenhum comentário:

Postar um comentário