domingo, 13 de janeiro de 2019

Marco Aurélio reúne as condições para liderar a oposição 
Eleito deputado estadual no ano passado com 26.783 votos, Marco Aurélio vem numa clara ascensão política, quando elegeu-se vereador pela primeira vez em 2012 ele obteve 5.999 votos, na reeleição atingiu 7.664 votos, e conseguiu assumir a primeira-secretaria da Câmara Municipal do Recife, um cargo que necessita de muito jogo de cintura para conquistar.

Ao dar o salto, Marco Aurélio atingiu 16.075 votos somente na capital pernambucana desbancando muitos nomes tradicionais que tentavam reeleição ou o mandato mesmo tendo histórico de elevadas votações na cidade. Na eleição do ano passado, o deputado foi um dos poucos a defender a candidatura de Jair Bolsonaro desde o início da campanha, e além do mais integra o partido do vice-presidente da República, General Mourão, o PRTB, tendo trânsito direto com o governo federal.

A oposição, que sofreu a quarta derrota seguida para o PSB, elegeu doze deputados estaduais na disputa passada, e precisa de um líder que tenha voz firme, mas que tenha um trânsito parecido com o que tinha Silvio Costa Filho entre os pares, inclusive governistas.

Ele integra o grupo do senador Fernando Bezerra Coelho e possui excelente relação com o grupo do prefeito Anderson Ferreira, atualmente os principais nomes da oposição, sendo um deputado que fará uma oposição crítica ao governador mas com a experiência de quem conhece bem a realidade das ruas. Para ter efetividade, mais do que apresentar números e relatórios complexos que não chegam ao entendimento da população, é imprescindível falar a língua da sociedade, e Marco Aurélio é o único deputado oposicionista que reúne tais condições para o posto, num período que será fundamental para a oposição se fortalecer neste início de segundo governo Paulo Câmara.


Edmar Lyra


PROGRAMA DEBATE LIVRE

Nenhum comentário:

Postar um comentário