terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Governo Bolsonaro precisa de um freio de arrumação
Prestes a completar dois meses de existência, o governo Jair Bolsonaro, que foi chancelado por quase 60 milhões de brasileiros, até o presente momento, principalmente na política, ainda não disse pra quê veio, com sucessivas confusões e total inabilidade política na relação institucional bem como no diálogo com a sociedade.

Além do desgaste envolvendo seus filhos, primeiramente o senador Flávio Bolsonaro com suspeitas de esquemas corrupção na Alerj, depois veio o vereador Carlos Bolsonaro que criou um grande problema com o ex-ministro Gustavo Bebbiano, que culminou na sua demissão, o governo está numa relação horrível com o Congresso Nacional, quando líderes partidários estão evitando se reunir com o presidente devido à incerteza política que representa o governo Bolsonaro.

Não se dando por satisfeito, o governo decidiu declarar guerra a alguns veículos tradicionais de comunicação como a Globo e a Folha de S. Paulo, numa clara demonstração de inabilidade política e falta de visão estratégica, pois agindo assim, o governo acaba criando um ambiente propício para novas crises institucionais com ampla divulgação da mídia, que está se sentindo a principal opositora do governo.

Na relação com a Câmara dos Deputados, o Planalto escolheu um líder que não tem a menor condição de desempenhar o papel simplesmente por não ter nenhuma experiência para um posto tão importante. Se o governo não der um freio de arrumação nas relações institucionais e encerrar de uma vez por todas qualquer tipo de influência que os filhos do presidente possam ter no governo, teremos quatro anos de colapso e comprometendo as reformas que são vitais para o país.


Edmar Lyra


Nenhum comentário:

Postar um comentário