terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Jarbas e Fernando a caminho de um entendimento 
Os senadores Jarbas Vasconcelos e Fernando Bezerra Coelho travaram uma disputa entre 2017 e 2018 pelo comando do MDB que foi judicializada e segue paralisada no Supremo Tribunal Federal por conta de uma liminar concedida pelo ministro Ricardo Lewandowski. A decisão judicial acabou beneficiando Jarbas e retirando Fernando da disputa pelo governo de Pernambuco. A manutenção do partido na Frente Popular contribuiu para a reeleição de Paulo Câmara e para a chegada de Jarbas ao Senado Federal.

Uma vez eleito senador, Jarbas Vasconcelos chegou ao auge da sua vida pública, cujo objetivo é terminar a sua vitoriosa trajetória política de prefeito, governador e senador e pelo seu perfil mais recente, está longe de querer confusão. Apesar de ter uma relação extraordinária com o governador Paulo Câmara, o mesmo não se pode dizer de outros integrantes do PSB, que chegaram a hostilizá-lo na época em que tornou-se adversário de Arraes e Eduardo.

Jarbas tem plena convicção de que o MDB é um partido importante na política nacional, não sendo diferente no âmbito estadual, e que precisa da chegada de membros que possam fazer da legenda uma agremiação orgânica e efetiva. O senador Fernando Bezerra Coelho, diversas vezes elogiado por Jarbas, poderá ajudar na atração de novos quadros para o partido, contribuindo para o seu fortalecimento.

Diante do exposto, não será surpresa se juntos no Senado, Jarbas Vasconcelos e Fernando Bezerra Coelho retomarem a relação e consolidarem uma gestão compartilhada no partido que possa trazer desdobramentos para 2020 e 2022. Fernando lidera um grupo forte em Pernambuco que pode ingressar no MDB a depender das circunstâncias. O prefeito Miguel Coelho, de Petrolina, por exemplo, seria um grande reforço para a renovação do partido, enquanto Jarbas representa uma grife que é respeitada no estado e precisa ter o MDB fortalecido para manter vivo o seu legado. O entendimento com Fernando é o melhor caminho para Jarbas, e até mesmo para Raul Henry e Fernando Dueire, sucessores do senador, pois trabalhando juntos poderão fazer um MDB cada vez mais forte em Pernambuco.

Encontro – Integrantes de palanques opostos em 2018, o senador Jarbas Vasconcelos (MDB) e o ex-senador Armando Monteiro (PTB) tiveram um longo encontro em Brasília onde discutiram ações importantes no Senado. Jarbas herdou a vaga de Armando na Câmara Alta e nutrem uma relação extremamente cordial e respeitosa.

Bruno Araújo – O ex-deputado federal Bruno Araújo tem se dedicado ao exercício da advocacia, ficando entre São Paulo e Brasília. Apesar da atuação na vida privada, Bruno Araújo, que disputou o Senado, está bastante cotado para assumir a presidência nacional do PSDB em maio, pois tem o apoio do principal nome do partido, o governador de São Paulo, João Dória.


Edmar Lyra


Nenhum comentário:

Postar um comentário