sexta-feira, 1 de março de 2019

Galo fica em pé e 'vira o jogo' no gosto do recifense
Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem

O Galo da Madrugada finalmente foi erguido e amanheceu de pé na Ponte Duarte Coelho nesta sexta-feira (1). Se durante sua montagem o símbolo do maior bloco de Carnaval do mundo não estava agradado muita gente, alguns recifenses já parecem ter mudado de ideia depois de vê-lo pronto para a folia.

No Instagram do Jornal do Commercio, o comentários nas primeiras fotos do Galo, ainda durante sua montagem, eram mais críticos quanto a sua aparência. Já depois de pronto e erguido, parece que o jogo virou. "Até que o bichinho não ficou feio não", escreveu uma internauta. "Nossa, ficou bonito, tava achando horrível!", disse outra, entre comentários mais positivos sobre a peça. No Twitter, as reações também indicam que os recifenses "se renderam" à aparência do Galo Artesão e aprovaram.

Detalhes; Assinado pelo artista Leopoldo Nóbrega, o tema escolhido para a alegoria esse ano gira em torno do artesanato. Por esse motivo, foi batizado de Galo Artesão. Sua roupa é 50% composta por materiais reaproveitados do Polo de Confecção de Pernambuco.

A crista do Galo, segundo o artista, deu lugar à uma cabeleira toda produzida com mangueira plástica, parte vinda de material reciclado. Outro detalhe da escultura gigante leva o mote da reciclagem. Os adereços que enfeitam o Galo, batizados de "ecojóias", carregam a arte do barro e da argila, ideia de Leopoldo, que é mestre ceramista.


Fonte: JC


Nenhum comentário:

Postar um comentário