domingo, 14 de abril de 2019

Bancada federal torce pela candidatura de João Campos
Eleito deputado federal em 2018 com a maior votação nominal da história de Pernambuco com 460 mil votos, João Campos representa a melhor opção do PSB para a disputa pela prefeitura do Recife em 2020 na sucessão de Geraldo Julio. Isto porque depois das candidaturas dos técnicos Geraldo e Paulo Câmara, seria difícil para o PSB apostar numa candidatura de um desconhecido no ano que vem.

Além de representar a renovação do PSB, João Campos teria um fator que o tornaria ainda mais competitivo no sentido de angariar partidos para a empreitada. Como a maioria dos partidos políticos é presidida por deputados federais, eles preferem apoiar um nome como o de João Campos do que apostar em outro nome.

Se porventura João for eleito em 2020, ele sairia da disputa de federal em 2022 e permitiria ao PSB uma folga para redistribuir suas bases com aliados que tentariam o mandato de federal naquele pleito. Os parlamentares ficariam mais tranquilos sem a presença de um “arromba urna” como João.

Também é pertinente lembrar que em 2022 não haverá coligação ou pode até mesmo ter o que chamamos de verdade eleitoral, que seria a eleição dos mais votados. O espólio eleitoral de João deixaria os federais em situação de maior tranqüilidade. Faltando pouco mais de um ano para a disputa municipal, João Campos surge como o preferido do PSB e de quase toda a Frente Popular para representar e ajudar a manter a hegemonia socialista em Pernambuco.


Edmar Lyra


Nenhum comentário:

Postar um comentário