sexta-feira, 5 de abril de 2019

Discursos acalorados marcam mais uma reunião ordinária na Câmara de vereadores de Jataúba-PE
Nesta quinta-feira 04 aconteceu na cidade de Jataúba mais uma reunião ordinária na câmara de vereadores, a mesma teve a ausência do vereador Jackson (Galego de Antônio de Roque), em pauta o não pagamento por parte da prefeitura do piso salarial dos agentes de saúde do município que estiveram no plenário da câmara acompanhados do presidente do sindicato da categoria e a entrevista do deputado estadual Diogo Moraes que visitou o município na última quarta-feira.

Entre projetos e requerimentos apresentados vale destacar o requerimento apresentado pelo vereador Luzimário solicitando ao deputado federal Sílvio Costa Filho uma emenda parlamentar para que seja implantado um bloco cirúrgico no hospital da cidade de Jataúba.

Durante a sessão o presidente do sindicato dos agentes de saúde reivindicou aos vereadores que o projeto apresentado pelo poder executivo e aprovado pelos vereadores seja cumprido, projeto esse que fixou o salário dos agentes em R$1.200 reais e segundo ele não vem sendo cumprido. Ele disse que a prefeitura já responde um processo movido pelo sindicato referente a repasses de anos anteriores e que o sindicado irá entrar com outro processo para que o piso seja pago e os agentes recebam o retroativo.

Na tribuna o embate se concentrou entre os vereadores Zuza do Jacú e Veinho de João Preto, no seu discurso Zuza bateu pesado no prefeito do município e disse que o mesmo pensa que está acima da lei, o vereador disse que o que foi aprovado pela câmara tem que ser cumprido pelo gestor nem que seja através da justiça. O vereador destacou a vinda de Diogo Moraes ao município e disse que através das solicitações do mesmo Jataúba recebeu várias ações do Governo do Estado. Zuza cobrou a vereadora Josilene que é presidente da comissão de saúde e ao vereador Veinho que relator da mesma soluções junto ao poder executivo para o pagamento do piso dos agentes.

O vereador Veinho rebateu Zuza e disse que o deputado Diogo Moraes gosta muito e de conversa e o classificou como um pegador de carona nas obras do governo, segundo o vereador o deputado nunca investiu um real em emendas parlamentares no município e disse que na hora que ele mandar o prefeito irá executar e dizer que foi Diogo que mandou. Se referindo aos agentes de saúde Veinho disse que ouviu do próprio prefeito que já no próximo mês os mesmos irão receber os salários reajustados e disse que o prefeito é um homem competente e de palavra pra cumprir.

Firoca se disse envergonhado com a situação vivenciada com os agentes de saúde e disse que o prefeito está querendo desmoralizar a câmara que votou e aprovou o projeto do piso salarial, o vereador ainda falou do dinamismo da política e citou como exemplo Diogo Moraes que segundo ele é taxado pelos vereadores de situação como caroneiro e foi reeleito enquanto Zé Humberto que tanto trabalhou por Jataúba perdeu as eleições e disse não está preocupado com isso e sim de cobrar aos deputados que apoiou nas últimas eleições Alessandra Vieira e Sílvio Costa Filho ações que venham beneficiar a população.

Maviael se colocou à disposição dos agentes de saúde e disse que os mesmos estão cobertos de razão em cobrar os seus direitos, porém, disse que é preciso ouvir o outro lado. “Agente não pode chegar aqui e simplesmente meter o pau, falar um monte coisas sem ouvir o outro lado, tem que procurar o prefeito e saber o porquê que ainda não foi cumprido pra não correr o risco da gente falar criticar aqui e depois ter que desfazer o que disse, eu vi que a lei foi sancionada no último dia 01 de março, então vamos ver essa questão e dependendo da resposta do prefeito a gente ver o que faz”, declarou o vereador. Diante dos discursos acalorados dos vereadores Zuza e Veinho, Maviael disse que zuada não leva a nada e que se fosse pra fazer discurso maltratando um ou outro o mesmo teria conteúdo pra isso, porém, disse que esse não é o papel do vereador.

Já o presidente da câmara Paulo Floriano ratificou as palavras do vereador Veinho quanto a promessa do prefeito de pagar o piso salarial aos agentes de saúde e disse ter ouvido essa mesma conversa do próprio prefeito, Paulo disse que caso o prefeito não cumpra os vereadores irão buscar soluções, o vereador disse que apesar de ser aliado do prefeito não irá se omitir no sentido de viabilizar o cumprimento do que foi aprovado pelos vereadores.

A próxima sessão ficou marcada para o dia 15 de abril às 20 horas.


Jota Silva / Folha de Jataúba


Nenhum comentário:

Postar um comentário