domingo, 21 de abril de 2019

Mãe denuncia suposto sequestro de recém-nascido no Imip. Gabriel, que tem apenas 17 dias, teria sido levado no sábado por uma mulher que se apresentou como sendo a avó
Mãe denuncia suposto roubo de bebê no Imip. Foto: Renatta Gorga/TV Clube

A mãe de um recém-nascido de apenas 17 dias denuncia o sequestro da criança de dentro da ala de pediatria do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Fiqueira (Imip), no bairro da Boa Vista, no Recife. A dona de casa Luana Maria da Silva, 30, é natural de Paudalho, e conta que estava em um quarto com outras cinco mães e seus bebês desde o parto de Gabriel Luciano de Melo Silva, no último dia 4. 


No sábado (20), o marido – que a acompanhava – entrou em uma confusão com os seguranças da unidade de saúde ao tentar subir com alimentos. Ela foi chamada para acalmar o companheiro e, em pouco mais de dez minutos, ao voltar, já não encontrou o filho. O caso foi levado para a Central de Plantões da Capital. As imagens das câmeras de segurança do hospital foram entregues à polícia para ajudar na elucidação do crime.

De acordo com as mães que dividiam o espaço no quarto andar da pediatria com Luana, por volta das 19h, uma mulher chegou ao local e comentou que o bebê estava chorando muito. As outras pacientes perguntaram se ela era da família, e a suspeita disse ser avó de Lucas, o colocou nos braços e saiu dizendo que o levaria ao banco de leite para que comesse algo. Ela estaria vestida com uma bata, calça legging e uma bolsa.

Segundo informações não oficiais, o marido de Luana estaria bêbado no momento da confusão, e ela teria descido com os pertences dele para que voltasse para Paudalho. A mulher também diz que o companheiro foi agredido por seguranças do hospital. “Eu apanhei por conta do lanche e tive que voltar. Queria que ela pegasse o menino para eu dar um cheirinho de despedida, mas ela disse que estava frio. Falei para ela dizer no ouvido dele que ‘painho ama você’. Soube hoje que ele tinha sumido. Se esse menino não aparecer, quando eu voltar para o Recife, vou quebrar esse hospital todinho. Eu estou sem dinheiro, mas amanhã vou trabalhar e vou atrás do meu filho”, desabafou o ajudante de pedreiro José Luciano de Melo, 27.

Luana deu entrada no Imip ainda no oitavo mês de gestação porque o bebê tinha dificuldades para se alimentar através do cordão umbilical. O menino nasceu com 1,5 kg e, agora, pesava 1,8 kg. A ideia era que ficasse internado até ganhar mais peso.

Investigação – A Polícia Civil adiantou que já está investigando o possível sequestro, mas o caso ficará sob sigilo até a completa elucidação do crime. Por sua vez, a direção do Imip disse que está dando todo o suporte necessário para solucionar o caso e já entregou as imagens das câmeras de segurança para a polícia.




 Por: Redação OP9


APOIO CULTURAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário