segunda-feira, 29 de abril de 2019

MORTO NUM CONFRONTO COM A PM NO CEARÁ, CHEFE DE QUADRILHA QUE ATERRORIZAVA O NORDESTE COM DIVERSOS ASSALTOS A BANCOS E CARROS FORTES
Uma perseguição policial terminou com três suspeitos mortos na madrugada da última sexta-feira (26), no distrito de Uiraponga, em Morada Nova, cidade do Vale do Jaguaribe distante 169 quilômetros de Fortaleza. Segundo a Polícia Militar do Ceará, dentre os que morreram está o líder de um grupo que realizava assaltos a bancos e carros-fortes na região.

A operação foi desencadeada por volta das 3h, a partir de denúncias de que Sílvio Leno Chaves Barbosa, o chefe do bando, estava escondido em uma casa na zona rural da cidade. Contra ele havia um mandado de prisão em aberto.

Quando policiais do Comando Tático Rural (Cotar) chegaram ao local, houve troca de tiros. Segundo a Polícia Militar, ao perceber que seria preso, Sílvio Leno atirou na própria cabeça e morreu. Na casa onde ele estava, foi apreendida uma pistola, uma motocicleta roubada e vários aparelhos celulares.

Um segundo confronto ocorreu em outra casa próxima, do mesmo distrito. Dois suspeitos, ao perceberem a chegada dos agentes, disparam contra a equipe. No tiroteio, a dupla foi atingida e morreu. Eles foram levados a uma unidade hospitalar de Morada Nova, mas já estavam mortos.

Na residência foram apreendidas duas armas e outra motocicleta roubada. A polícia não informou se os dois têm ligação com Sílvio Leno.

Segundo a polícia, Sílvio Leno Chaves Barbosa era líder da principal organização criminosa que atuava realizando assaltos a bancos e carros-fortes na região do Vale do Jaguaribe. O mandado de prisão aberto contra ele era pelo furta a uma agência bancária em Piquet Carneiro, no Sertão Central do Ceará.


Com Informações G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário