quinta-feira, 11 de abril de 2019

Obras do Esgotamento Sanitário em Santa Cruz do Capibaribe, já estão 45% concluídas, diz Compesa
De acordo com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), as obras para implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário em Santa Cruz do Capibaribe, já estão 45% concluídas.
O empreendimento recebe um investimento de R$ 100 milhões feito pelo Governo do Estado para ampliar a cobertura dos serviços de coleta e tratamento de esgoto na cidade, beneficiando mais de 100 mil pessoas.
Esta obra já está possibilitando a implantação da primeira etapa desse sistema e conta, hoje, com nove frentes de trabalho atuando na construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), quatro estações elevatórias (bombeamento), além de tubulações e poços de visitas.
No bairro Oscarzão, a construção da Estação de Tratamento de Esgoto já está na fase final de concretagem das fundações. A unidade terá a capacidade de tratar o volume de 355 litros, por segundo – garantindo 100% de atendimento da cidade até o ano de 2038.
Já foi iniciada também a implantação das quatro estações elevatórias que compõem o sistema, assim como dos interceptores às margens do Rio Capibaribe, tubulações que terão a função de coletar o esgoto gerado na cidade. Dos 18 quilômetros de interceptores previstos no projeto, já estão prontos 10 quilômetros.
A primeira etapa do sistema também possibilitará a instalação de 184 poços de visitas, dos quais 58 já foram concluídos. Os poços de visitas possibilitam a interligação do sistema existente na cidade aos interceptores.

As ações de implantação do SES iniciaram em maio de 2018 e são executadas com recursos financiados pelo Governo do Estado junto ao Banco Mundial.

Segundo a Compesa, a previsão é que seja iniciada a pré-operação do sistema já no mês de novembro deste ano.


Ney Lima


Nenhum comentário:

Postar um comentário