quinta-feira, 11 de abril de 2019

Paulo Câmara acelera o ritmo na segunda gestão
Nem tudo é dificuldade e desencontro em 100 dias de gestão. Enquanto o presidente Jair Bolsonaro se afoga em contradições e deixa de cumprir promessas básicas assumidas na campanha, os primeiros três meses da segunda gestão do governador Paulo Câmara foram marcados por um intenso ritmo de trabalho, com o início de mais obras, entregas de novos equipamentos e a realização de um grande número de ações.

Nesse período, o governador se antecipou e cumpriu um dos principais compromissos assumidos com a população: o Décimo Terceiro do Bolsa Família de Pernambuco – maior programa de distribuição de renda da história do Estado – lançado no final de março, conforme prometido na campanha. Enquanto isso, o governo Bolsonaro somente agora começa a falar no assunto.

Num balanço geral dos primeiros 100 dias, é possível enxergar claros avanços em diversas áreas da gestão estadual, com destaque para a segurança pública e a geração de empregos, questões consideradas nevrálgicas por todos os governantes e que, em Pernambuco, são tratadas com atenção especial, rendendo resultados bastante satisfatórios e reconhecidos pela população. Sem falar nos números positivos em vários outros setores estratégicos da administração, como recursos hídricos, educação, infraestrutura e assistência social, graças à escolha de técnicos eficientes nas respectivas áreas, sob o comando do governador.

Um último ponto que ressalta a diferença entre as gestões estadual e federal: desde que assumiu, Paulo Câmara vem realizando reuniões de trabalho com os parlamentares pernambucanos para realinhar as prioridades do Estado para os próximos quatro anos, ouvindo as bancadas e apresentando sugestões. Bem diferente do que se tem visto em Brasília, na relação entre o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional.


Edmar Lyra


Nenhum comentário:

Postar um comentário