sábado, 11 de maio de 2019

Em audiência com trabalhadores, Silvio diz que vai tirar trabalhador rural e BPC da reforma
O deputado federal Silvio Costa Filho (PRB) vice-presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, participou nesta sexta-feira (10), de uma audiência pública com vereadores, trabalhadores rurais e entidades que representam os trabalhadores, em Riacho das Almas, no Agreste. O objetivo do encontro foi debater os principais pontos da reforma da previdência e o parlamentar teve a oportunidade de destacar o trabalho que está realizando na comissão, analisando e discutindo as alterações propostas pelo Governo Federal.

Segundo Silvio é preciso dar detalhes da nova reforma para a população. “É importante pensar nas gerações de filhos e netos do povo brasileiro. Precisamos alertar e dizer a verdade para a população. Eu aceitei fazer parte da comissão da reforma da previdência e um dos motivos foi para tirar o trabalhador rural da proposta. O BPC e o trabalhador rural vão estar fora da reforma da previdência. Eu sou neto de um trabalhador rural e sei as dores e os sorrisos do homem do campo. Então, a possibilidade de eu votar contra um trabalhador rural é zero. É preciso que a gente fale a verdade para o povo de Pernambuco”, destacou.

Além de Silvio, o deputado estadual Antônio Moraes, o ex-prefeito Dr. Dioclécio e lideranças da região também participaram do encontro. “É muito importante ouvir o ministro da Economia, Paulo Guedes, mas é importante também ouvir a população, os vereadores e as entidades que representam a sociedade civil organizada, para que a gente possa votar em uma proposta que beneficie quem mais precisa”, pontuou Silvo.

Nesta semana, o parlamentar se reuniu com o ministro da economia, Paulo Guedes, para discutir sobre a reforma da previdência e reforma tributária, além do pacto federativo. Ainda em Brasília, o deputado participou, na comissão especial que trata a reforma, da abertura dos trabalhos do colegiado e de audiências públicas sobre o tema da reforma com os professores Eduardo Fagnani e Eduardo Moreira, e o economista e pesquisador Paulo Tafner.


Edmar Lyra


Nenhum comentário:

Postar um comentário